Seleção feminina de vôlei vence Estados Unidos e fica com a medalha de prata

Foto: FIVB
Foto: FIVB
Da CBV

A seleção brasileira feminina de vôlei é medalha de prata na Copa dos Campeões. Neste domingo (10), o Brasil venceu os Estados Unidos por 3 sets a 0 (25/20, 25/23 e 25/19), em 1h24 de jogo, em Nagoya, no Japão. As brasileiras terminaram a competição com três resultados positivos (Rússia, Coréia do Sul e Estados Unidos), dois negativos por 3 sets a 2 (China e Japão), e coroaram com mais um bela vitória um ano marcado pelas conquistas do Grand Prix, Sul-Americano e Montreux Volley Masters. A China ficou com o título e os Estados Unidos com a medalha de bronze.

Na partida deste domingo, destaques para a oposta Tandara e a ponteira Gabi, maiores pontuadoras do confronto, com 16 pontos cada. A ponteira Natália também pontuou bem, com 11 acertos. Pelo lado dos Estados Unidos, as atacantes Larson e Drews marcaram 12 pontos cada.

A oposta Tandara fez uma análise da partida contra os Estados Unidos e chamou a atenção para a excelente temporada das brasileiras.

“Nosso time está de parabéns pela atitude que mostrou na partida contra os Estados Unidos. Entramos sabendo que precisávamos da vitória para conquistar essa medalha de prata e jogamos focadas durante todo o jogo. Tivemos um ano sensacional. Com uma equipe renovada, conquistamos resultados importantes. Esse grupo passou por dificuldades e soube se superar. Acredito que amadurecemos como jogadoras e principalmente como equipe. Agora, vamos seguir trabalhando sabendo que precisamos evoluir e crescer para chegarmos bem no Mundial”, disse Tandara.

A ponteira Natália destacou a concentração das brasileiras no duelo contra os Estados Unidos.

“Entramos muito concentradas na partida e começamos bem o jogo. Sabíamos que esses três pontos eram fundamentais para a medalha de prata. Foi um ano muito bom para esse grupo, mas sabemos que ainda temos muito para crescer e evoluir. O nosso time está de parabéns pela temporada”, afirmou a capitã Natália.

O treinador José Roberto Guimarães elogiou a postura do time verde e amarelo no duelo contra os Estados Unidos.

“Conseguimos um resultado importante contra um adversário de alto nível. O nosso time foi muito eficiente na proposta do jogo e esteve concentrado durante todo o confronto. Fizemos uma partida boa em todos os fundamentos”, afirmou José Roberto Guimarães, que também analisou a temporada de 2017 da seleção brasileira feminina de vôlei.

“Foi um ano muito importante em termos de trabalho e resultado para essa nova geração. A temporada foi especial, onde esse grupo se dedicou muito. Elas entraram de cabeça no projeto e com um foco muito grande. Esse é o caminho, mas ainda temos muito trabalho pela frente. Ainda apresentamos alguns altos e baixos e precisamos de mais regularidade. Tivemos um ótimo ano e esse grupo está de parabéns”, afirmou José Roberto Guimarães.

Desembarque

O time verde e amarelo desembarcará no Brasil no voo AA 963 (American Airlines) às 7h05 desta terça-feira (12) no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo.

Melhores da Copa dos Campeões

A seleção feminina teve mais motivos para comemorar neste domingo com duas jogadoras na equipe da Copa dos Campeões. A campeã olímpica Tandara foi eleita a melhor oposta da competição e a central Carol ficou com o prêmio de melhor jogadora da sua posição.

O jogo

Os Estados Unidos começaram melhores e fizeram 4/2. O Brasil cresceu de produção e virou o marcador (5/4). Bem nos contra-ataques, o time verde e amarelo foi para o segundo tempo técnico vencendo por 8/6. A ponteira Gabi se destacava no ataque e as brasileiras fizeram 12/10. A oposta Tandara conseguiu um ace e o time verde e amarelo abriu três pontos I(14/11). Neste momento, o técnico norte-americano pediu tempo. Bem no bloqueio, a diferença no marcador subiu para cinco pontos para as brasileiras (18/13). O saque das norte-americanas dificultou a recepção do Brasil e a diferença no marcador caiu para três pontos (20/17). O Brasil segurou a vantagem até o final e venceu o primeiro set por 25/20.

O Brasil seguiu melhor no início do segundo set e fez 5/3. As brasileiras foram para o primeiro tempo técnico com três de vantagem (8/5). Os Estados Unidos cresceram de produção e empataram (8/8). O set ficou disputado ponto a ponto. As brasileiras foram para o segundo tempo técnico vencendo por 16/14. Bem no bloqueio, os Estados Unidos viraram o marcador (17/16). Com um ponto de saque, as norte-americanas abriram dois pontos (22/20). Com dois pontos seguidos de bloqueio, a equipe do treinador José Roberto Guimarães virou o marcador (23/22). O Brasil foi melhor na parte final da parcial e venceu o segundo set por 25/23.

Os Estados Unidos voltaram melhores para o terceiro set e fizeram 6/2. O Brasil cresceu de produção e, bem no ataque e no bloqueio, abriram três pontos (11/8). No segundo tempo técnico, a vantagem do time verde e amarelo era de cinco pontos (16/11). As norte-americanas cresceram de produção e encostaram no marcador (19/17). O Brasil dominou a parte final da parcial, venceu o terceiro set por 25/19 e o jogo por 3 sets a 0.

Equipes

Brasil – Roberta, Tandara, Natália, Gabi, Carol e Bia. Líbero – Gabi
Entraram – Amanda, Monique e Rosamaria
Técnico – José Roberto Guimarães

Estados Unidos:  – Carlini, Drews, Hill, Larson, Akirandewo e Adams.  Líberos – Courtney e Wong-Orantes
Entraram – Bartsch e Llyod
Técnico – Karch Kiraly

Seleção da Copa dos Campeões 

MVP: Zhu (China)
Melhor levantadora: Koyomi Tominaga (JPN)
Melhores ponteiras: Zhu (China) e Larson (Estados Unidos)
Melhores centrais: Carol (Brasil) e Yuan Xinyue (CHN)
Melhor oposta: Tandara (Brasil)
Melhor líbero: Best Libero: Kotoe Inoue (JPN)

Classificação final: 

1º – China
2º – Brasil
3º – Estados Unidos
4º – Rússia
5º – Japão
6º – Coréia do Sul