Tomas sai do banco, marca dois e Coxa goleia o Dragão

Divulgação-CFC
Divulgação-CFC

Em noite inspirada do meia Tomas Bastos, autor de dois gols e que estreava com a camisa do Coritiba, o Coxa goleou o Atlético-GO por 4 a 1 na sua estreia pela Série A do Campeonato Brasileiro, no Alto da Glória, na primeira partida comandada por Pachequinho depois de ser efetivado. Além de Tomas (ex-J.Malucelli), Neto Berola e Henrique Almeida marcaram para o Coritiba e Walter descontou para o Dragão.

O Coritiba iniciou a partida em alta velocidade e logo aos dois minutos Galdezani desperdiçou uma chance, ao receber de Kleber na frente do gol e chutar para fora.

Aos oito, Galdezani novamente quase marca, mas Kléver salvou ao mandar para fora.

O Atlético, porém, melhorou sua marcação e aos 14, Walter exigiu boa defesa de Wilson, ao tocar de primeira e exigir defesa com mãos trocadas do goleiro Coxa.

Aos 22, um pênalti não marcado para o Coritiba, quando Kleber tentou uma jogada na área e a bola bateu na mão de Ricardo Silva.

O Dragão crescia na partida até que aos 31 minutos, Neto Berola tocou pela esquerda para Henrique Almeida que chutou de primeira e marcou o primeiro gol do Coritiba no campeonato.

Aos 34, Berola contou com a colaboração de Kléver para ampliar, ao chutar de longe, e a bola quicar no gramado antes de entrar no gol.

Precisando reverter o placar, o Dragão começou o segundo tempo quase marcando, quando Walter a um minuto exigiu nova defesa de Wilson. Aos 17, porém, Walter recebeu cruzamento da direita e tocou de primeira sobre o goleiro Coxa.

O Dragão melhorava no jogo, mas aos 21, o estreante Tomas Bastos, do Jotinha, bateu uma falta com perfeição no ângulo esquerdo. Cinco minutos depois, Tomas Bastos voltou a marcar e deu números finais para a partida.

No final, Tomas falou sobre sua estreia. “Não poderia sonhar com isso, mas o importante foi a vitória, a participação de toda a equipe e um resultado que nos dá confiança”, disse.

Coritiba

Wilson; Dodô, Wallison Maia, Werley e William Matheus; Alan Santos (Jonas), Galdezani e Anderson (Tomas); Neto Berola (Getterson), Henrique Almeida e Kleber. Técnico: Pachequinho

Atlético-GO

Kléver; Bruno Pacheco, Ricardo Silva, Roger Carvalho e Eduardo; Igor (Andrigo), Marcão, Jorginho (André Castro) e Walterson (Viçosa); Everaldo e Walter. Técnico: Marcelo Cabo

Cartões amarelos: Ricardo Silva, Alan Santos, Marcão

Renda: R$ 183.330,00

Público pagante: 10.631 pagantes