60% dos aprovados na UFPR são da rede pública de ensino

Mariana Ohde

Cerca de 60% dos candidatos aprovados no vestibular 2017/2018 da Universidade Federal do Paraná (UFPR) vêm da rede pública de ensino. São 3.195 estudantes de um total de 5.439 aprovados na concorrência geral e por cotas.

Entre os aprovados, 77% são paranaenses; 89,5% residem no estado. Destes, 53,2% vivem em Curitiba, outros 17,5% moram na Região Metropolitana de Curitiba e, 18,8%, no interior do Estado.

Os homens são 51,52% dos aprovados; as mulheres, 48,48%. No total, 2.872 são da concorrência geral, 2.458 entraram pelas leis de cotas e 15 ocuparam vagas suplementares (para pessoas com deficiências).

Os mais de cinco mil aprovados devem realizar o Registro Acadêmico até o dia 25 de janeiro. No período, serão recebidos, analisados e aprovados os documentos dos novos alunos. Será verificado, também, se aqueles que se inscreveram por meio do sistema de cotas atendem às exigências previstas.


Os alunos devem realizar o Registro Acadêmico na cidade onde está localizado o campus em que vão estudar. Assim, os aprovados para os campi de Palotina, Litoral, Jandaia do Sul e Toledo devem entregar os documentos em cada uma das sedes, respectivamente. A exceção é para aqueles que estudarão no Centro de Estudos do Mar, situado em Pontal do Paraná, que farão o processo em Curitiba.

De acordo com Julio Gomes, da Coordenação de Políticas de Acesso e Permanência (COPAP), 600 estudantes por dia farão o Registro Acadêmico só em Curitiba. Ele também salienta que os calouros devem, nos três primeiros dias de aula do semestre (19 a 21 de fevereiro no primeiro semestre e 30 de julho a 1º de agosto para os que iniciam no segundo semestre), comparecer à coordenação de seus cursos e assinar a lista de confirmação de matrícula.

“É fundamental que nesses três primeiros dias de aula os alunos assinem a lista de confirmação ou enviem alguém com procuração que possa fazer isso. Do contrário, o estudante perde o direito à vaga que será destinada à chamada pública nominal”.

Neste ano, houve novidade quanto à comprovação de renda dos estudantes cujas famílias têm renda per capita menor ou igual a um salário mínimo e meio. Antes de realizar o Registro Acadêmico, esses candidatos passam por uma banca que, após analisar a documentação requerida, defere ou não a continuação do registro.

Além disso, o calendário para o o processo foi dividido por setores e não por ordem alfabética, como era nos outros anos. Mais informações sobre o registro estão disponíveis no site da UFPR.

Libras

Nesta terça-feira (16), foi realizado o Registro Acadêmico dos ingressos no curso de Letras / Libras. A ocasião teve intérpretes de libras assessorando os responsáveis pelo registro e serviu para a equipe testar os procedimentos.

“Como precisamos dos intérpretes para auxiliar no processo, foi necessário um horário especial para esse atendimento específico. E tudo correu tranquilamente”, relata Eduardo Barra, pró-reitor de Graduação e Educação Profissional.

Recepção dos calouros

Para animar os novos colegas, os veteranos dos cursos estão fazendo festa em frente ao Prédio Histórico da UFPR, onde está sendo realizado o registro. Eles aguardam a saída dos calouros e promovem integração por meio de pinturas, fotos, música e captação de dinheiro para o almoço.

Giovana Rossini é estudante do terceiro período de Farmácia e conta que na recepção, além de pintar o nome do curso no rosto dos estudantes e tirar foto com a nova turma, uma comemoração estava sendo preparada “Vai ter tinta colorida e confete e depois vamos levá-los para o sinal para arrecadar dinheiro e almoçarmos juntos”.

Já a Bateria e a equipe Atlética da Saúde agregaram os estudantes de todos os cursos do Setor para recepcionar os ingressos. “Viemos tocar músicas para os calouros para eles se sentirem acolhidos e começarem a perceber um pouco do que a universidade oferece além das matérias. Fora a bateria, temos a equipe de cheerleaders e vários esportes, são diversas modalidades que podem despertar o interesse deles e facilitar o entrosamento”, conta Amanda Fontoura, estudante de Enfermagem.

Primeira Chamada Pública e SiSU

O coordenador do Copap lembra que os candidatos que prestaram vestibular devem ficar atentos à publicação do edital da primeira chamada pública, que deve ser veiculado no final de janeiro.

“As vagas que não forem preenchidas agora serão disponibilizadas aos candidatos seguintes. O registro desses alunos será realizado nos dias 8 e 9 de fevereiro”, explica. Para aqueles selecionados pelo Sistema de Seleção Unificada (SiSU) (resultado em 2 de fevereiro) o registro será feito nos dias 6 e 7 de fevereiro.

Post anteriorPróximo post
Comentários de Facebook