Doenças respiratórias são mais comuns no inverno

Foto: Rodolfo Buhrer/Paraná Portal

O inverno traz a baixa umidade do ar e as mudanças bruscas de temperatura. Se não forem tomados os cuidados necessários, esse é um cenário perfeito para o aumento dos casos de doenças respiratórias, especialmente entre crianças, gestantes e idosos.

“As doenças mais comuns na estação são as rinites, sinusites, resfriados, gripes e pneumonias, além da acentuação de doenças pulmonares já existentes, como asma e enfisema pulmonar”, explica o pneumologista do Hospital Santa Cruz, Dr. Rafael Leal.

Fatores de risco

Mas por quê esse tipo de doença é mais frequente no inverno? “A combinação de diversos fatores faz a incidência dessas doenças ser maior durante essa estação”, explica o médico.

Conheça os riscos:

  • Clima seco – dificulta a dispersão dos poluentes ambientais, que favorecem a ocorrência de rinites e sinusites
  • Uso de roupas guardadas – gera uma maior exposição a agentes alergênicos
  • Ar frio – pode desencadear crises de asma ou piora do enfisema
  • Baixas temperaturas – aumentam o tempo que vírus e bactérias conseguem ficar suspensas no ambiente
  • Locais fechados e com aglomeração de pessoas – com a pouca circulação de ar, a chance de transmissão de infecção de um indivíduo a outro é maior

Sintomas

Tosse, congestão e prurido nasal associados a espirros são sintomas gerais presentes na maioria dos resfriados e doenças de vias aéreas altas (rinites e sinusites). Já os sintomas mais intensos com febre alta, dores intensas no corpo e fraqueza podem ocorrer em casos de gripes e pneumonias. Nos casos de piora da asma e do enfisema, a falta de ar costuma ser um sinal, podendo estar acompanhada de chiado no peito.

“Os sintomas são diversos e pouco específicos, o que dificulta o diagnóstico preciso principalmente nas fases iniciais da doença, por isso é importante a avaliação médica”, orienta o pneumologista.

Gripe x resfriado

Resfriados são mais leves e costumam apresentar tosse seca e sintomas nasais. São causados por uma variedade grande de vírus e geralmente são autolimitados.
A gripe representa uma infecção causada pelo vírus influenza. Na maioria das vezes é um quadro mais grave, com febre alta, dor intensa pelo corpo e calafrios. “Por vezes necessita de tratamento hospitalar e tende a ser mais perigosa em crianças, idosos, gestantes e pessoas com doenças crônicas”, afirma o médico.

Medidas simples podem prevenir as doenças respiratórias

  • Lavar as mãos regularmente
  • Evitar o contato com agentes alergênicos, como poeira e mofo
  • As roupas devem ser retiradas do armário e lavadas ou deixadas ao sol antes do uso
  • Evitar o contato com carpetes e cortinas
  • Animais domésticos devem ficar em áreas externas ou ao menos fora dos dormitórios
  • Os ambientes precisam ser mantidos ventilados e de preferência com iluminação solar.