Conselho e Depen fazem parceria para reformar galpão das famílias, em Piraquara

dscn000116

Colaboração Conselho da Comunidade CWB

O Conselho da Comunidade da Comarca da Região Metropolitana de Curitiba e o Departamento Penitenciário (Depen) firmaram nesta semana uma parceria para revigorar um galpão no complexo penitenciário de Piraquara destinado às visitas dos presos.

O órgão doou material de construção e recursos para finalizar as instalações elétricas do local, que vai receber, depois de pronto, o aparelho de scanner corporal e as sacolas entregues pelos familiares para os detentos dos regimes fechado e semiaberto.

Para a presidente do Conselho, Isabel Kugler Mendes, a reforma do galpão vai humanizar o processo de revista, que costuma ser marcado por tensão entre agentes públicos e familiares. “Nós queremos proporcionar maior dignidade para as famílias, que muitas vezes se deslocam por dias para poder fazer a visita do final de semana. A ideia é que esse galpão concentre toda a estrutura necessária para a revista e que os procedimentos dentro das unidades seja mais ameno”, afirma.

Em ofício encaminhado ao Conselho, Humberto Benigno Ferreira Junior, chefe da Divisão de Operações de Segurança do Depen, também destacou que a construção visa melhorar o atendimento aos familiares, com objetivo de proporcionar maior dignidade a todos.

A reforma no galpão foi interrompida no começo de 2017 por falta de verba e mão de obra, mas com a ajuda do Conselho da Comunidade a expectativa é que até o final do ano a estrutura esteja totalmente preparada para realizar esse tipo de atendimento.

O complexo penitenciário de Piraquara conta com sete unidades, que fazem a custódia de sete mil presos. Fazem parte a Penitenciária Feminina do Paraná, Penitenciária Central do Estado, Penitenciária Central do Estado  – Unidade de Progressão, Penitenciária Estadual de Piraquara I, Penitenciária Estadual de Piraquara II, Casa de Custódia de Piraquara e Colônia Penal Agroindustrial (semiaberto masculino). A média de visitas gira em torno de 650 a 800 pessoas por dia de sexta-feira a domingo.