Defesa de Lula questiona perícia nos sistemas da Odebrecht

Advogado Cristiano Zanin. Foto: divulgação

A defesa do ex-Presidente Lula protocolou, nesta quarta-feira, petição questionando a forma como a Polícia Federal pretende fazer a perícia nos sistemas da Odebrecht denominados Drousys e MyWebDay. A defesa reclama que o juiz Sergio Moro negou à defesa de Lula acesso a esses sistemas, mas mandou a PF realizar uma perícia.

Na decisão de Moro, os assistentes técnicos nomeados por Lula poderiam acompanhar toda a perícia. A PF, no entanto, quer rever isso. Os policiais querem apenas que o MPF e os profissionais indicados pela Odebrecht estejam presentes. A Defesa questiona a medida.

A defesa pede que seja revista a forma da realização da perícia, permitindo que o assistente técnico da defesa possa acompanhar todos os atos e possa ter acesso à íntegra dos sistemas, e “não apenas aos elementos separados pela acusação e demais órgãos de persecução do EStado”