Defesa de Rocha Loures afirma não ter tido acesso a denúncia contra o ex-deputado

Foto: Arquivo
Foto: Arquivo
Da BandNews FM Curitiba

A defesa do ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) afirma que ainda não teve acesso a toda denúncia contra ele, apresentada pela Procuradoria-Geral da República. Loures é acusado de receber propina em nome do Presidente Michel Temer e é investigado no mesmo inquérito do chefe do Executivo. Segundo o advogado Cézar Bittencourt, a denúncia não é motivo de preocupação e qualquer posicionamento será feito exclusivamente nos autos do processo.

Loures está preso em Brasília desde o dia 3 de junho. Um pedido de prisão domiciliar, que não foi concedido, acabou colocando o ex-deputado em uma situação indesejada. Familiares do ex-assessor do presidente Michel Temer têm manifestado preocupação com a manutenção de Loures na carceragem da Polícia Federal em Brasília, onde ele estaria isolado, com dificuldades de acesso a advogados e visitantes, sem banho de sol e em condições precárias de higiene pessoal.

A remoção de Rocha Loures do Complexo Penitenciário da Papuda para a carceragem da Polícia Federal foi determinada há quase duas semanas pelo ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal. Ele atendeu a uma preocupação da defesa com a segurança do ex-deputado na Papuda. O ex-assessor de Temer foi filmado recebendo uma mala com R$ 500 mil, que seria dinheiro de propina entregue por um dos executivos da JBS.