Ex-ministro da Saúde presta depoimento como testemunha de Lula na Lava Jato

Alexandre Padilha
Foto: Renato Araújo/ABr

Thaissa Martiniuk, BandNews FM Curitiba

O ex-ministro Alexandre Padilha presta depoimento nesta sexta-feira (10) como testemunha de defesa em ação penal da Operação Lava Jato. Padilha foi indicado a depor em favor do ex-presidente Lula.

A audiência com o ex-ministro é feita por videoconferência com São Paulo. Outras quatro pessoas foram ouvidas de manhã. No período da tarde, estão previstos outros oito depoimentos a partir das duas horas.

Entre as testemunhas estão Paulo Fernando da Costa Lacerda, ex-diretor da Policia Federal; Flávio Fernando Casa Nova, Luis Carlos Queiroz e Ricardo Luis Ferreira que são funcionários da Petrobras. Este é o segundo dia de audiências em ação penal que tem como réu o ex-presidente Lula e outras seis pessoas.

A ex-primeira-dama Marisa Letícia, que morreu na sexta-feira, dia 3 de fevereiro, também era ré neste processo. O ex-presidente foi dispensado pelo juiz Sérgio Moro de comparecer às audiências.

A denúncia envolve três contratos da OAS com a Petrobras, a reforma de um triplex no Guarujá, no litoral paulista, e o contrato de aluguel de um depósito para guardar bens presidenciais de Lula, em um esquema de corrupção de mais de oitenta e sete milhões e meio de reais (R$ 87,6 milhões).

Até o momento, quase 80 pessoas foram indicadas como testemunhas de defesa no processo. As audiências seguem até meados de março de 2017.