Gabrielli presta novo depoimento como testemunha na Lava Jato

Sérgio Gabrielli

O ex-presidente da Petrobras José Sérgio Gabrielli presta mais um depoimento em uma das ações penais da Operação Lava Jato. Nesta terça-feira (14), ele vai falar ao juiz Sérgio Moro na condição de testemunha de defesa do ex-ministro Antônio Palocci, do ex-presidente do Grupo Odebrecht, Marcelo Odebrecht e pela defesa do ex-diretor da Petrobras, Renato Duque.

A audiência está marcada para começar às 9h30, por videoconferência de Salvador (BA). Esse é o único interrogatório do dia na Justiça Federal do Paraná.

Gabrielli já foi ouvido pelo juiz Sérgio Moro em outros cinco processos da Lava Jato, e inclusive, já tinha sido convocado pelas defesas de Renato Duque e Marcelo Odebrecht. Em todas as audiências anteriores, Gabrielli negou irregularidades na Petrobras.

A audiência desta terça-feira trata de supostos pagamentos de propina feitos pela Odebrecht ao Partido dos Trabalhadores, por meio de Antônio Palocci.

Os repasses foram investigados na 35ª fase da Lava Jato. A suspeita é de que o dinheiro foi pago após Palocci ter beneficiado a construtora em grandes contratos com o Governo Federal.

Na semana que vem, estão marcados mais depoimentos de defesa, incluindo deputados e senadores. Além disso, no próximo dia 24, a ex-presidente Dilma Rousseff deve ser interrogada como testemunha de Marcelo Odebrecht. Será o primeiro encontro da petista com o juiz Sérgio Moro em uma audiência da Lava Jato.