Marcelo Odebrecht desiste de Mantega, Foster e outras 13 testemunhas

marcelo odebrecht

Angelo Sfair, BandNews FM Curitiba 

Agora oficialmente delator da Operação Lava Jato, o empresário Marcelo Odebrecht desiste de 15 testemunhas de defesa que foram indicadas pelos advogados dele no início do processo.

Entre as desistências estão o senador Fernando Bezerra Coelho (PSB/PE), o ex-ministro Guido Mantega e a ex-presidente da Petrobras Maria das Graças Foster. O ex-presidente do grupo Odebrecht não apresentou justificativas ao juiz Sérgio Moro. Nesta ação penal, o empresário é réu ao lado do ex-ministro Antonio Palocci Filho.

Na operação batizada de Omertà, Palocci é acusado de atuar no Governo Federal para favorecer a Odebrecht em licitações com a Petrobras. Em contrapartida a empreiteira pagou propinas de R$ 128 milhões ao Partido dos Trabalhadores.

Essa não é a primeira vez que Marcelo Odebrecht convoca uma série de testemunhas de defesa, e depois desiste das audiências.

No ano passado, em outra ação penal, o herdeiro do Grupo Odebrecht chegou a intimar a ex-presidente Dilma Rousseff (PT) e novamente o ex-ministro Guido Mantega – mas na época também desistiu das testemunhas.