Moro começa a ouvir testemunhas de acusação contra Bendine

Foto: Rodolfo Buhrer / Paraná Portal

Por Thaissa Martiniuk e Juliana Goss / BandNews FM Curitiba

O juiz Sérgio Moro começa a ouvir nesta quarta-feira as testemunhas de acusação da ação penal relacionada a 42ª fase da Lava Jato, batizada de operação Cobra. Entre os réus desta etapa está o ex-presidente da Petrobras e do Banco do Brasil, Aldemir Bendine. Ele é acusado de receber R$ 3 milhões em propina da Odebrecht para facilitar a participação da empreiteira em contratos com a estatal.

Quatro delatores da Lava Jato serão ouvidos nesta quarta-feira: o ex-diretor de abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa; o dono da UTC Engenharia, Ricardo Pessoa; o ex-executivo da Odebrecht, que coordenava o setor de propinas da empresa, Hilberto Mascarenhas e o ex-executivo da Odebrecht, Fernando Migliaccio.

As audiências estão agendadas para começar às duas horas da tarde, na sede da Justiça Federal em Curitiba. Na sequência começam a ser ouvidas as testemunhas de defesa dos seis réus da ação penal. A ex-presidente Dilma Roussef é uma das testemunhas que deve depor em favor de Aldemir Bendine.

Em princípio, a audiência dela está agendada para o dia 25 de outubro. O depoimento será feito por videoconferência com a Justiça Federal de Porto Alegre, cidade onde Dilma reside. Bendine está preso desde o dia 27 de julho na sede da Polícia federal, em Curitiba. Segundo a acusação, ele teria recebido propina em espécie em três parcelas de um milhão de reais, entre junho e julho de 2015.