Moro rejeita novo recurso da defesa de Lula e nega ter “alterado acusação”

Fotos: Filipe Araújo/Fotos Públicas/

Thaissa Martiniuk/ BandNewsCuritiba

O juiz Sérgio Moro rejeitou, nesta segunda-feira (18), o recurso protocolado pela defesa do ex-presidente Lula em que pedia que o magistrado explicasse se havia alterado a acusação feita pelo Ministério Público Federal na ação em que Lula é acusado de ter recebido vantagens indevidas da Odebrecht.

Em despacho, Moro diz que os embargos de declaração fazem pouco sentido. No recurso, os advogados sustentam que, em decisão da semana passada, o juiz fez referência a uma hipótese acusatória diferente daquela exposta na denúncia.

A defesa cita que somente o MPF pode alterar a denúncia em situações específicas. No despacho desta segunda, Moro esclarece que “foi a defesa quem requereu acesso aos sistemas eletrônicos do Grupo Odebrecht e ainda questionou os elementos juntados pelo MPF e pela defesa de Marcelo Odebrecht”. Desta forma, o juiz completa que a partir disso se faz necessário que a perícia aborde as questões que constam na peça.

No mesmo documento, Moro rejeitou novamente o pedido da defesa para que tivesse acesso a uma cópia dos sistemas Drousys e MyWebDay e manteve a decisão de permitir apenas que um assistente técnico indicado pelos advogados participe da “verificação do material e do que é eventualmente pertinente para a presente ação penal”.