MPF/RJ devolve ao estado R$ 250 milhões desviados por organização criminosa de Sérgio Cabral

Sérgio-Cabral-500x375

Duzentos e cinquenta milhões de reais (R$ 250 milhões) repatriados nas investigações sobre o esquema de desvio de recursos liderado pelo ex-governador Sérgio Cabral serão devolvidos ao estado do Rio de Janeiro. Nesta terça-feira, 21 de março, o Ministério Público Federal e a Justiça Federal realizarão a cerimônia de entrega do valor, que será utilizado para o pagamento do 13º salário de 2016 de cerca de 146 mil aposentados e pensionistas do estado.

O valor será suficiente para pagar 57% dos aposentados e pensionistas com 13º atrasado e receberão todos com vencimento até R$ 3,2 mil. Um acordo de colaboração premiada realizado com dois dos réus permitiu a repatriação de US$ 85.383.233,61 provenientes das contas Winchester Development SA, Prosperity Fund SPC Obo Globum, Andrews Development SA, Bendigo Enterprises Limited e Fundo FreeFly, valor que será agora devolvido aos cofres do estado. As investigações revelaram até o momento que mais de R$ 300 milhões foram movimentados no exterior pela organização criminosa.

A cerimônia de devolução será realizada às 15h, na sede do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2). Estarão presentes o procurador-geral da República, Rodrigo Janot; o presidente do TRF2, desembargador federal Poul Erik Dyrlund; o coordenador da Força Tarefa Lava Jato no Rio de Janeiro, Leonardo Cardoso de Freitas; e o procurador-geral do estado do Rio de Janeiro, Leonardo Espíndola.