Tríplex do Guarujá é confiscado pela Justiça Federal

triplex lula

BandNewsCuritiba

O tríplex do Guarujá, alvo do processo que condenou o ex-presidente Lula, foi confiscado pela Justiça Federal de São Paulo. A decisão do juiz Daniel Carnio Costa, foi informada ao juiz Sérgio Moro, que definiu a sentença.

Com a determinação, o tríplex não pode mais ser usado como garantia em processos cíveis. Lula foi condenado há nove anos e meio de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro na ação que envolve o imóvel. Segundo a acusação, o ex-presidente teria sido beneficiado pela OAS com a compra e reforma do triplex. Em troca, a empreiteira foi favorecida em um contrato com a Petrobras.

O magistrado pontua que, embora a unidade esteja formalmente registrada no nome da OAS, ela não pertencia ao grupo de fato, porque não foi colocada à venda mesmo diante da necessidade de fluxo de caixa. Portanto, o confisco do imóvel, segundo o magistrado, não deve interferir no processo de recuperação da construtora.

A defesa do ex-presidente Lula nega as acusações alegando que existem documentos que indicam que o triplex pertence à empreiteira OAS e que 100% dos direitos financeiros do imóvel seguem com a Caixa Econômica Federal.