Manifestantes contrários à PEC 55 promovem quebra-quebra

manifestação Brasília
Foto: Lula Marques/ AGPT

Com Narley Resende

Manifestantes contrários à Proposta de Emenda à Constituição 55, a PEC do Teto, que foi aprovada pelo Senado ontem (13), realizaram protestos em Curitiba e outras cidades brasileiras. A mobilização foi convocada, na capital paranaense, pela articulação CWB Contra Temer e reuniu cerca de trezentas pessoas na Praça 19 de Dezembro.

Os protestos começaram pacíficos, com cartazes contra as reformas da Previdência e do ensino médio e também pediam a renúncia do presidente Michel Temer (PMDB). A polícia Militar chegou a interromper o trânsito e acompanhar parte da passeata que circulou por diversas ruas do centro. O problema começou quando o grupo se dispersou para ir embora. Em grupos menores, alguns militantes iniciaram o quebra-quebra nas proximidades da Praça Carlos Gomes.

Agências bancárias foram quebradas e pichadas, a sede de um jornal de grande circulação em Curitiba também foi depreda.

Levantamento da PM

A Polícia Militar registrou três ocorrências ligadas à manifestação, onde pessoas chamaram a PM pelo 190. Uma de suposta depredação entre as ruas Marechal Deodoro e Tibagi, outra na Rua André de Barros, onde uma pessoa informou que teve o veículo depredado e mais uma na Avenida Cândido de Abreu, no Centro Cívico.

Neste último caso, a PM foi informada de que haveria depredação e tumulto. Ao chegar ao local, um homem foi abordado e com ele a polícia encontrou uma faca e um “estoque” (instrumento perfurante improvisado). A polícia não soube informar se o suspeito tinha ligação com a manifestação.

A PM afirmou também que não foi informada oficialmente pelos organizadores de que haveria manifestação ontem (13) à tarde.

Outras manifestações 

O centro de Brasília se tornou uma praça de guerra. Manifestantes e policiais entraram em confronto na Esplanada dos Ministérios durante as manifestações. Bombas de efeito moral, spray de pimenta e gás lacrimogêneo foram utilizados para dispersar os manifestantes.

O levantamento feito pelo Departamento de Polícia Especializada (DPE) onde manifestantes foram detidos em Brasília afirmou que a Polícia Civil estuda enquadrar cerca de 60 jovens com base na Lei de Segurança Nacional. Ao todo, 72 pessoas foram presas.

Manifestação contra pec 55

Brasília /Marcello Casal Jr/Agência Brasil