Polícia prende três suspeitos de assassinarem um motorista do Uber

uber
Foto: Divulgação/Polícia Civil
Repórter Tabata Viapiana da CBN Curitiba

A Polícia prendeu três homens suspeitos de assassinarem um motorista do Uber, em Campo Largo, na região metropolitana de Curitiba. Um adolescente também teria participado do crime e já foi solicitado um mandado de busca e apreensão junto às autoridades competentes.

O crime aconteceu em julho deste ano. O corpo do motorista do Uber Rodrigo de Ângelo Lopes Cordeiro, de 37 anos, foi encontrado no dia 18, próximo a uma estrada rural de Campo Largo, no bairro Jardim Cristo Rei, com lesões no rosto e marcas de corda no pescoço. Em dez dias de investigações, a Polícia Civil elucidou o crime e prendeu três suspeitos, de 18, 20 e 27 anos. Todos foram detidos no bairro Francisco Gorski, em Campo Largo, segundo o delegado responsável pelo caso, Cassiano Aufiero.

“Em princípio achamos que foi uma corrida que acabou levando a morte e não se tratava disso. Iniciamos a investigação traçando todo o trajeto feito pelo veículo no momento que antecedeu e até mesmo após a sua morte. Chegamos a dois endereços que o veículo ficou parado por tempo maior; um deles era um ponto de venda de drogas, onde encontramos testemunhas que disseram ter visto o trio com o carro da vítima, sem a vítima e com as mãos sujas de sangue”, afirmou.

De acordo com o delegado, os suspeitos estavam em uma casa noturna de Curitiba e pegaram uma carona informal com a vítima na noite do crime. O grupo teria rodado pela cidade, consumindo bebidas alcoólicas e drogas, quando houve um desentendimento, que levou à morte do motorista do Uber. Na delegacia, os suspeitos confessaram o crime.

A Polícia já identificou uma das vítimas dos roubos praticados pela quadrilha com o carro do Uber. O trio de suspeitos foi autuado por latrocínio, que é roubo seguido de morte, além de roubo qualificado, corrupção de menores e associação criminosa.

Os policiais também identificaram a participação de um adolescente no crime e já pediu um mandado de busca e apreensão junto às autoridades competentes.