Homem é condenado a 116 anos e 8 meses de prisão por estupro de vulneráveis

estupro

Um homem, que trabalhava como auxiliar do motorista de ônibus escolar, foi condenado a 116 anos e 8 meses de prisão por cometer vários crimes de estupro de vulnerável contra vítimas deficientes mentais. A decisão é da 2ª Vara Criminal de Paranaguá, no Litoral do Paraná.

A denúncia, oferecida pela 3ª Promotoria de Justiça da comarca, aponta que ele teria se aproveitado da condição das vítimas e da confiança nele depositada como funcionário do estabelecimento de ensino para praticar por inúmeras vezes atos libidinosos.

> Justiça aceita denúncia contra professor suspeito de estupro em Londrina
> Ex-BBB é condenado a 12 anos de prisão por estupro de vulnerável
> Condenado por 48 estupros, Abdelmassih volta ao sistema prisional

O réu está preso desde outubro de 2014 e deverá cumprir pena em regime fechado.