Casal é assassinado com tiros de fuzil em Curitiba

Foto: Ricardo Pereira / BandNews Curitiba
Foto: Ricardo Pereira / BandNews Curitiba

Por BandNews Curitiba

A Polícia Civil investiga as causas de um ataque que deixou duas pessoas mortas e uma terceira ferida neste domingo (3) à noite, no bairro Rebouças, em Curitiba. O crime aconteceu na esquina da Rua Chile com a Rua Doutor Pamphilo D’assumpção, entre uma universidade e um restaurante.

Pouco antes das 22h, uma caminhonete de cor prata fechou um Peugeot 408 que deixava o local. Pelo menos três homens armados desembarcaram e começaram a atirar contra o carro onde estavam um casal e uma mulher. Marido e esposa morreram na hora e a terceira vítima foi socorrida e levada ao hospital em estado grave.

Uma testemunha, que prefere não se identificar, afirma que ouviu mais de trinta disparos. “Uns 30 tiros para mais. Pipoqueiro, uma rajada, só vi a caminhonete, quatro caras atirando”, conta. Outro homem, que também presenciou a ação, relata que a motorista do carro, depois de baleada, ainda tentou fugir dos atiradores, mas não conseguiu dirigir por mais do que dez metros.

No local foram encontradas cápsulas de diversas armas de fogo de uso restrito, entre elas, munição de fuzil 556. É o que explica o tenente Cochek, do 12º Batalhão. “Pelo menos, duas pistolas, a gente tem a informação, de 9 mm e tem estojo de fuzil 556 também. É bem atípico, para qualquer região, esse tipo de crime, esse tipo de violência. A gente tem que contar com testemunhas e gravação de câmeras”, afirma.

Morreram, no local, Andréia Aparecida Mattos, de 38 anos, e Paulo Guilherme de Mattos, de 32 anos. Ele já esteve preso por vários crimes e uma das linhas de investigação que a Polícia Civil segue é a de que o caso se trate de um acerto de contas entre facções criminosas ou até mesmo de queima de arquivo.

A terceira vítima, socorrida em estado grave, é Ângela Maria de Carvalho. Ela permanece internada em estado grave.