Motorista do Uber é encontrado morto; carro estava em lago do Tingui

Foto: Narley Resende
Foto: Narley Resende

Com Narley Resende

A polícia confirmou que um corpo encaminhado ao Instituto Médico-Legal (IML) de Curitiba na manhã desta sexta-feira (19) é de Marcos Mathozo Cordeiro, motorista do Uber. O carro de Marcos foi encontrado dentro do lago do Parque Tingui, um dos principais parques da capital.

Marcos realizou sua última corrida por volta de 1h40 da madrugada, na região de  Almirante Tamandaré. Depois deste horário, ele não respondeu mais às tentativas de comunicação da família. A corrida não foi concluída, segundo registros do aplicativo.

O carro foi encontrado por pessoas que caminhavam no parque e retirado do lago, por volta das 10h, com a ajuda de equipamentos da prefeitura de Curitiba. Os pais do motorista foram até o local acompanhar o trabalho da Polícia Militar (PM) e do Corpo de Bombeiros. Eles confirmaram que o carro pertence ao filho.

Uma das suspeitas é a de que o motorista possa ter sido vítima de latrocínio – assalto seguido de morte. O caso será investigado pela Polícia Civil. O corpo de Marcos chegou ao IML às 6h50 com ferimentos por arma de fogo. Ele foi encontrado na Rua Frei Jacinto Gavaski.

Em nota, a Uber lamenta a morte do motorista e afirma que o crime ocorreu fora da plataforma e trata-se de fruto da violência urbana. Além disso, a empresa pretende colaborar com as investigações. “Lamentamos saber que Marcos Mathoso Cordeiro foi vítima desse crime terrível. Compartilhamos nossos sentimentos de mais profundo pesar com sua família, com quem nos solidarizamos. Pelas informações disponíveis, ao que tudo indica a ocorrência se deu fora da plataforma e é fruto da violência urbana que infelizmente permeia a vida nas cidades. A Uber já contatou as autoridades e está à disposição para colaborar com as investigações, na forma da lei”, finaliza a nota.