Filho de PM é torturado e morto no interior do Paraná

Guilherme Sela, 16 anos.
Guilherme Sela, 16 anos. reprodução Facebook

O roubo de uma residência em Umuarama, no noroeste do estado, acabou com um final trágico. Guilherme Sela, de 16 anos, que estava sozinho na casa, que fica no bairro Cidade Jardim, foi levado pelos três assaltantes, e encontrado morto em torno das 23h30, em uma propriedade rural próximo à rodovia PR-323, em um frigorífico desativado.

O roubo à residência aconteceu pouco antes das 19h, o sequestro ocorreu depois que os três homens  subtraíram diversos objetos, como eletrônicos, e fugiram com o veículo da família, levando junto o jovem.

Na fuga com o carro modelo Corolla, os homens se envolveram em um acidente com outro carro por volta das 20h na rodovia PR-323, em frente a um parque de Exposições. Dentro do carro que foi abandonado estavam os objetos da família e muita munição calibre ponto 40. Um cerco policial com as forças de segurança de Umuarama foi realizado para prender os três suspeitos.

Matheus Costa Gonçalves

Matheus Costa Gonçalves/ Divulgação

De acordo com informações da polícia, o corpo de Guilherme tinha sinais de tortura, espancamento na região da cabeça, uma orelha cortada e várias facadas. O adolescente de 16 anos é filho de um policial militar, que estava trabalhando em uma cidade vizinha. A mãe do adolescente estava viajando.

Um suspeito identificado como Mateus Costa Gonçalves, de 19 anos, foi preso em flagrante tentando entrar no Parque de Exposições, após a batida do carro.

No momento da prisão de Matheus, a Polícia Militar não tinha conhecimento do roubo e nem mesmo do sequestro de Guilherme.

Somente depois que sua mãe que se encontra com outro filho nas praias de Santa Catarina postou nas redes sociais que o filho havia sumido, o Serviço de Inteligência verificou a casa e a encontrou aberta e toda revirada, após buscas na região do acidente  o menor  foi encontrado morto.

Matheus Costa Gonçalves, 19 anos, foi encaminhado para a subdivisão da Polícia Civil de Umuarama.