Motorista pede para passageiro baixar o som e é esfaqueado

assaltos Ônibus em Curitiba.

Um motorista de um ônibus da Linha Inter 2 foi ferido por um passageiro na noite desta segunda-feira (05), na Avenida Presidente Arthur Bernardes, no Campina do Siqueira, em Curitiba.

Anderson Almeida Pereira, de 35 anos, foi atingido no pulmão e está internado no Hospital Evangélico, mas não corre risco de morrer.

De acordo com testemunhas, um passageiro estava com som em volume alto, incomodando os demais usuários do ônibus. O motorista pediu que ele baixasse o volume do som, e acabou agredido a facadas. O suspeito fugiu do local. A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) investiga o caso.

Este foi o segundo caso de violência em ônibus em quatro dias. Na última sexta-feira (1), um cobrador  morreu depois de ser baleado na cabeça, dentro do ônibus.

Em nota o Sindicato das Empresas de Ônibus de Curitiba e Região Metropolitana (Setransp) disse que não é responsabilidade das empresas a segurança no transporte coletivo. O Setransp enviou também um ofício ao Sindimoc. Expressou solidariedade em relação aos episódios de violência e se colocou à disposição a fim de encontrar soluções em conjunto.

O sindicato patronal, porém, avisou o sindicato dos trabalhadores, que as paralisações não serão toleradas e que as horas não trabalhadas serão descontadas ou ao menos compensadas.

Paralisações

Para protestar contra a violência, o Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Curitiba e Região Metropolitana (Sindimoc) anunciou paralisações de uma hora no transporte coletivo até o dia 20 de setembro. O cronograma começou na madrugada desta segunda, com uma assembleia na Viação Sorriso. As linhas de ônibus da empresa atrasaram pelo menos meia hora.

Veja o cronograma:

05/09 (TERÇA-FEIRA)
– Assembleia de madrugada – Garagem Redentor
– 9h00 – Paralisação de 1 hora no Anel Central – Todos os ônibus que têm ponto nas Praças Rui Barbosa, Carlos Gomes, Osório, Zacarias e Tiradentes, Travessa Moreira Garcez e Rua Nestor de Castro.
06/09 (QUARTA-FEIRA)
– Assembleia de madrugada – São José Filial
– 15h00 – Paralisação de 1 hora no Anel Central (Praças Rui Barbosa, Carlos Gomes, Osório, Zacarias e Tiradentes, Travessa Moreira Garcez e Rua Nestor de Castro)
11/09 (SEGUNDA-FEIRA)
– Assembleia de madrugada – Piraquara
– 9h00 – Paralisação de 1 hora GERAL
– 15h00 – Paralisação de 1 hora GERAL
12/09 (TERÇA-FEIRA)
– Assembleia de madrugada – CCD
– 9h00 – Paralisação de 1 hora nos Terminais: Pinheirinho, CIC, Sítio Cercado, Boqueirão, Carmo, Hauer, Capão Raso e Portão
13/09 (QUARTA-FEIRA)
– Assembleia de madrugada – Glória Boa Vista
– 15h00 – Paralisação de 1 hora nos Terminais: Campo Comprido, Campina do Siqueira, Santa Felicidade, Caiua e Fazendinha
14/09 (QUINTA-FEIRA)
– Assembleia de madrugada – Mercês
– 9h00 – Paralisação de 1 hora nos Terminais: Campo Comprido, Campina do Siqueira, Santa Felicidade, Caiua e Fazendinha
15/09 (SEXTA-FEIRA)
– Assembleia de madrugada – Teffé
– 15h00 – Paralisação de 1 hora nos Terminais: Pinheirinho, CIC, Sítio Cercado, Boqueirão, Carmo, Hauer, Capão Raso e Portão
18/09 (SEGUNDA-FEIRA)
– 9h00 – Paralisação de 1 hora nos Terminais: Santa Cândida, Boa Vista, Cabral, Barreirinha, Bairro Alto, Capão da Imbuia, Centenário e Oficinas
19/09 (TERÇA-FEIRA)
– 15h00 – Paralisação de 1 hora nos Terminais: Santa Cândida, Boa Vista, Cabral, Barreirinha, Bairro Alto, Capão da Imbuia, Centenário e Oficinas
20/09 (QUARTA-FEIRA)
15h00 GRANDE ATO – Concentração na Praça Rui Barbosa e passeata
21/09 (QUINTA-FEIRA)
DEFINIÇÃO DO DIA DA GREVE GERAL