Operação do Gaeco investiga caso de corrupção envolvendo major do Corpo de Bombeiros

gaeco

Com CBN Curitiba

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) deflagrou na manhã desta quarta-feira (15) a Operação Imperium, que investiga crime de corrupção policial envolvendo um major do Corpo de Bombeiros. As investigações apontam que ele aproveitava-se de sua superioridade hierárquica para facilitar a aprovação de projetos de segurança contra incêndio e pânico na corporação.

Familiares do bombeiro são donos de uma empresa que prestava consultoria na área, o que indica conflito de interesses, segundo o Ministério Público. Policiais de outro setor são suspeitos de agir de forma conjunta.

Seis mandados de busca e apreensão, expedidos pela Justiça Militar Estadual, foram cumpridos em conjunto com a Corregedoria da Polícia Militar. Cinco deles ocorreram em Curitiba, na casa do policial bombeiro, de um engenheiro e de uma empresária da área de segurança contra incêndio e pânico, em uma empresa e também no armário do policial. O outro mandado foi cumprido na empresa de sua família em São José dos Pinhais. Já as conduções coercitivas envolvem o bombeiro e um familiar dele, além de um engenheiro e uma empresária.