Padrasto é preso por estuprar enteada de seis anos

pornografia infantil

Com Polícia Civil

Um homem de 47 anos foi preso em flagrante pelo Grupo de Diligências Especiais (GDE) de Foz do Iguaçu na noite de quinta-feira (16). Ele é suspeito de estuprar a própria enteada, de apenas seis anos. A prisão aconteceu na casa da família, no bairro Jardim Canadá, Foz do Iguaçu.

De acordo com a polícia, o ato aconteceu no mesmo dia da prisão, durante a manhã. “Foi a mãe da criança quem percebeu que ela havia sido violentada, pois, ao dar banho na menina, verificou que havia sangue nas suas partes intimas. A mãe então questionou a filha sobre o sangramento e a menina disse que tinha sido abusada pelo padrasto, mas havia sido ameaça para não contar o ocorrido aos seus familiares”, falou o delegado-titular da 6ª SDP, Rogério Antônio Lopes.

A criança foi levada para um hospital da região, onde foi realizado um exame para confirmar a violência sexual. O laudo médico constatou que a criança tinha lesões que comprovaram o abuso. Após essa constatação, o hospital acionou a polícia.

O homem foi encaminhado para a 6ª Subdivisão Policial (SDP), onde prestou depoimento e negou a acusação. O suspeito permanece preso no setor de carceragem da 6ª SDP. Ele não possui passagem policial. Agora, responderá pelo crime de estupro de vulnerável e segue à disposição da Justiça.

O delegado titular da 6ª SDP Rogério Antônio Lopes complementa que existem outras duas crianças que também moravam com o suspeito. Uma delas é filha dele. “As investigações seguem com o objetivo de investigar se o homem também violentava das outras meninas”, finaliza o delegado.