Paraguai expulsa brasileiros suspeitos de envolvimento em mega-assalto

assalto pcc paraguai
Com informações da Agência EFE

As autoridades paraguaias entregaram nesta sexta-feira (11) às autoridades policiais do Brasil, em meio a um forte dispositivo de segurança, seis bandidos brasileiros vinculadas ao Primeiro Comando da Capital (PCC) e ao assalto à empresa Prosegur, no Paraguai, quando foram roubados quase US$ 12 milhões.

Os seis brasileiros detidos foram levados de avião a Ciudad del Este, no Paraguai, de onde foram conduzidos por estrada ao território brasileiro, através da Ponte da Amizade. Durante este último trecho, os detidos foram escoltados por um comboio de vários veículos, coordenado pelo Grupo Especial de Operações da Polícia (GEO).

Dos seis presos, cinco foram detidos na terça-feira (8) durante uma operação antidrogas em um local de criação gado na cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero, na fronteira com o Brasil, onde também foram detidas outras dez pessoas.

No assalto à empresa de segurança no Paraguai em abril último participaram cerca de 50 pessoas fortemente armadas, que explodiram parte do edifício e mataram um membro do GEO.

Mega-Assalto no Paraguai

Bandidos roubaram carros forte dentro da sede da empresa Prosegur, em abril deste ano.

Assaltantes usaram dinamites no ataque e incendiaram ao menos 15 veículos para distrair a polícia. A sede da empresa fica a 4 quilômetros da Ponte Internacional da Amizade, no Oeste do Paraná.

Na fuga, por volta da 1h, o grupo de aproximadamente 30 assaltantes se separou para dificultar o cerco policial.

Um dos veículos utilizados pelo grupo chegou a ser abandonado pela quadrilha com um fuzil anti-aéreo.