Professor condenado por abusar de alunos em SP é preso em Curitiba

Foto ilustrativa: Creative Commons
Foto ilustrativa: Creative Commons

Um homem, de 48 anos, foi preso pela Polícia Civil na tarde de quarta-feira (30), próximo a um hospital em que trabalhava, situado no bairro Mercês, em Curitiba. Ele foi condenado a dez anos e seis meses de prisão pela Justiça de São Paulo por molestar crianças na escola em que dava aula.

Segundo informações policiais, o homem estava morando em Curitiba desde o ano de 2008. Um ano após ser denunciado pelo crime no município de Itararé (SP), cidade que faz divisa com Sengés, município dos Campos Gerais do Paraná. O condenado era professor na cidade e é suspeito de abusar de seus próprios alunos do sexo masculino, com idades entre oito e nove anos.

PF deflagra 2ª fase de operação de combate à pedofilia
Em carta aos bispos, papa pede tolerância zero com pedofilia
Polícia prende suspeitos de pedofilia e estupro em Curitiba

De acordo com a polícia, a equipe do 9º Distrito Policial de Curitiba soube que, a princípio, o homem residia no bairro Santa Quitéria, e iniciou as diligências a fim de localizá-lo. Ao se deslocar até a residência que, supostamente o homem morava, os policiais descobriram que seu endereço havia mudado para a Cidade Industrial de Curitiba (CIC) e estaria trabalhando em um hospital, no bairro Mercês. Diante das informações, a equipe saiu novamente em busca do rapaz e o localizou perto de seu trabalho.

Segundo a polícia, o homem não reagiu a abordagem e disse que sabia do que se tratava a prisão. Na delegacia ele afirmou que era professor na cidade de Itararé (SP) e as denúncias iniciaram pois, nas aulas sobre o corpo humano havia toques entre ele e as crianças.

O homem está preso no Setor de Carceragem Temporária (Secat) onde aguarda à disposição da Justiça paulista.

Com informações da Sesp