Refém fica 15 horas com presos em delegacia de Cianorte

Foto: divulgação / Polícia Civil do Paraná
Foto: divulgação / Polícia Civil do Paraná

BandNews Curitiba

O agente de cadeia mantido refém por 15 horas na delegacia de Cianorte, Noroeste do Paraná, foi liberado hoje (quarta) por volta das nove horas da manhã. Ele havia sido rendido pelos detentos durante uma revista nas celas ontem (terça) no fim da tarde. De acordo com o Depen, o motim começou no momento em que o agente descobriu um túnel no local cavado pelos detentos. A situação ocorreu nas galerias C e D e envolveu cerca de 90 presos. Não há informação sobre feridos.

Uma equipe da Seção de Operações Especiais do Depen realizou uma revista em toda a carceragem. O túnel encontrado foi concretado. De acordo com a Polícia Civil, um procedimento administrativo e um inquérito policial serão abertos para apurar o caso.

Durante o motim, ao longo da madrugada, toda a área em volta da delegacia foi isolada e as negociações foram retomadas no início da manhã, quando o refém foi liberado sem ferimentos. Foi pedido reforço policial e equipes do Choque da PM de Maringá foram até a delegacia. Negociadores do Batalhão de Operações Especiais de Curitiba também participaram da ação.

Os presos pedem transferências para amenizar a superlotação. A polícia não informou se a reinvindicação foi atendida. Este é o terceiro motim, com suposta tentativa de fuga, na carceragem da Delegacia de Cianorte este ano. A carceragem está superlotada. São 200 presos em um espaço construído para 46 detentos.

De acordo com a Associação dos Delegados de Polícia Civil do Paraná, a Adepol, a superlotação tem sido a causa da maioria das fugas e motins pelo Estado. Somente em 2018, 59 presos já fugiram de delegacias e não foram recapturados. Ontem (terça), nove presos fugiram da delegacia de Pontal do Paraná, no litoral do estado.