Suspeito de fraudar empréstimos em nome de servidores públicos é preso

Foto: Divulgação/Polícia Civil
Foto: Divulgação/Polícia Civil

Um homem, de 36 anos, foi preso pelo Centro de Operações Policiais Especiais (Cope), nesta terça-feira (4), suspeito de comandar uma organização criminosa que usa nomes de servidores públicos para tentar fraudar empréstimos milionários em agências bancárias, em Curitiba.

Na residência do suspeito, a polícia apreendeu diversos documentos pessoais, entre agendas com a anotações variadas e fotocópias de demais registros. “Todos esses materiais serão analisados minuciosamente, com o intuito de compreender a ação criminosa dos suspeitos”, informa o delegado-titular do Cope, Rodrigo Brown.

Durante as diligências, a equipe descobriu que o homem era responsável por colacionar as informações das vítimas – entre elas três policiais militares, sendo um bombeiro – bem como instruir os demais integrantes da quadrilha para a prática do crime. Conforme apurado, o suspeito repassava 10% do valor adquirido com os golpes para os executores e ficava com o resto do dinheiro.

Brown ressalta que a prisão do suspeito ocorreu em continuidade a um trabalho investigativo que acontece há aproximadamente três meses. “Em junho, prendemos um dos envolvidos no crime, no momento em que tentava realizar um empréstimo de R$45 mil em uma agência bancária, utilizando o nome de um policial. Na ocasião, descobrimos que o homem, de 36 anos, preso nesta ação, era um dos articuladores do esquema”, afirma o delegado.

O suspeito responderá pelo crime de estelionato e encontra-se preso no Setor de Carceragem Temporária (Secat) do Cope, onde aguarda à disposição da Justiça.

Uma terceira pessoa, suspeita de participação na fraude, está foragida.