Condenação de Lula é tentativa de inviabilizar candidatura em 2018, afirma Gleisi

Em coletiva à imprensa, logo depois de discursar na tribuna do Senado, a presidenta nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR), afirmou que a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva “é uma prisão política, uma decisão sem provas, baseada única e exclusivamente para o juíz Sérgio Moro prestar contas à opinião pública”. Para ela, a condenação tem como objetivo inviabilizar a candidatura do líder petista à presidência da República em 2018.

“Como o Lula pode ser dono de um triplex se não tem o registro de imóveis no nome dele? Como o Lula pode ser dono de um triplex que não tem sequer a vontade de ele comprar documentada? Não tem provas de que esse apartamento é do Lula… se vocês querem tirar o Lula da vida política, sejam decentes, sejam corajosos, lancem um candidato e disputem nas urnas”, disse.

A senadora ainda criticou Moro: “Juiz Sérgio Moro dê exemplo ao Brasil, não faça isso. É feio. Todo mundo está vendo que é uma decisão política, uma decisão baseada em convicção, baseada para justificar a sua posição reiterada de convencimento da opinião pública de que Lula era chefe de quadrilha”, afirmou.

 

Veja a entrevista coletiva: