Eleições 2018: A um ano das eleições disputa começa a tomar forma

presidenciaveis alvaro dias ciro gomes jair bolsonaro lula marina silva
Redação com Fábio Buchmann

Apesar da indefinição, o cenário com possíveis candidatos à presidência e ao governo do Estado começa a tomar forma a pouco menos de um ano para o primeiro turno das eleições de 2018. Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o prazo final para o registro de candidaturas vence no dia 15 de agosto de 2018. No dia 7 de outubro do ano que vem, os eleitores vão decidir quem será o presidente, os senadores, governadores, deputados federais e estaduais.

No Palácio do Planalto, a disputa, por enquanto, está atrelada aos desdobramentos da Operação Lava Jato. A candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva depende dos rumos das investigações em andamento e do julgamento, pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), da ação penal em que já foi condenado. O mesmo ocorre com o senador afastado Aécio Neves (PSDB).

Nos bastidores, cogita-se a possibilidade de entrar na disputa o deputado Federal Jair Bolsonaro (PSC), o ex-ministros Ciro Gomes (PDT), Marina Silva (Rede), além do senador paranaense Alvaro Dias (Podemos).

Alvaro Dias muda de partido pensando em candidatura à presidência

Dias já foi lançado pelo partido como candidato, mas tem afirmado que prefere esperar um pouco para confirmar oficialmente a candidatura. “Ainda é um momento preliminar. Não é a hora decisiva para definir uma candidatura, mas de qualquer forma eu não tenho como fugir da responsabilidade se há um chamamento”, diz o senador.

Fora dos políticos de carreira, o ex-técnico da seleção brasileira de vôlei Bernardinho também pode aparecer na corrida por algum cargo no Executivo. Ubiratan Guimarães, presidente do diretório municipal do Novo, partido em que o ex-técnico é filiado, afirma que Bernardinho deve entrar na cena, mas falta definir onde. “O Bernardo ainda não tomou uma decisão sobre qual cargo ele vai participar. Se for participar pelo cargo de governador, ele participaria por um processo no começo do ano”, diz Guimarães.

estadoGoverno do Paraná

Não há definição sobre sobre os nomes que estarão na disputa pelo Palácio Iguaçu. Beto Richa (PSDB) está no segundo mandato e não pode entrar na disputa.

‘Me sinto preparada para governar’, diz Cida Borghetti sobre 2018
Alvaro Dias e Osmar Dias lideram pesquisa para 2018

A atual vice-governadora Cida Borghetti (PP), o ex-senador Osmar Dias (PDT), além de Ratinho Jr (PSD), que anunciou que o plano de governo dele já está pronto, aparecem como possíveis candidatos ao governo.

Reforma política

Sancionada pelo presidente Michel Temer (PMDB), algumas regras da reforma política entram em vigor a partir da próxima eleição. Entre as novidades estão a criação de um fundo com recursos públicos para financiar campanhas para compensar o fim das doações de empresas, que foi proibida pelo Supremo Tribunal Federal (STF), a adoção de uma cláusula de desempenho para os partidos, e a determinação de um teto de gastos para candidaturas. Saiba o que mudou clicando aqui.