“Esperamos que, pela primeira vez, o TSE entenda que o beneficiário não deve ser cassado”, diz advogado de Temer

O entrevistado desta semana do programa Entrevista Coletiva, produção da Band Curitiba, em parceria com o Paraná Portal, foi o advogado do presidente Michel Temer na Justiça Eleitoral, Gustavo Guedes, que defende Temer na ação que pede a cassação da chapa Dilma/Temer eleita nas eleições gerais de 2014, que disse que a petição do Ministério Público Eleitoral nas suas alegações finais, pedindo a cassação de Temer, mas não a perda de seus direitos políticos por entender que o presidente não participou da arrecadação dos recursos apontados como ilegais na campanha eleitoral, sustentam a tese da defesa da separação das contas de Dilma e Temer e abrem, para ele, caminho para a defesa pleitear a absolvição do presidente. “Ficou claro que ele não participou de nenhuma ilegalidade. Ele está lá apenas na condição de beneficiário e vamos sustentar que é possível, no caso concreto, que o vice não seja apenado”, disse.

O advogado de Temer também comentou o que pode acontecer de novo no processo com a inclusão dos depoimentos dos delatores da Odebrecht e dos marqueteiros João Santana e Mônica Moura, dizendo que a defesa continuará questionando a legalidade destes depoimentos e explicou, até, os trâmites necessários e cabíveis em caso de condenação do presidente.

Confira a íntegra da entrevista: