Maia destaca redução de comissionados em Maringá

Ulisses Maia
Ulisses Maia. Reprodução / Facebook
Victor Duarte Faria, TV Band Maringá

A cerimônia de posse do prefeito Ulisses Maia (PDT), de Maringá, Noroeste do Paraná, estava marcada para ser em praça pública, no centro da cidade, com show da dupla Mato Grosso e Matias. Mas o clima não ajudou. Maia teve que se deslocar para tomar posse no Teatro Calil Haddad. O show da dupla sertaneja teve o horário alterado e começou por volta das 21h30.

Em seu discurso, Maia agradeceu aos maringaenses pelo voto de confiança e ressaltou que ações administrativas já estão sendo tomadas. “Amanhã, na sessão extraordinária da Câmara [de votação das comissões permanentes] vou assinar e propor dois projetos que prometi em campanha: O Vale Alimentação dos servidores públicos de Maringá e a Reforma Administrativa.”

A reforma administrativa diz respeito à diminuição dos cargos comissionados na prefeitura de Maringá, uma das principais promessas de campanha.

Encerrando o discurso, o prefeito destacou seu compromisso com a cidade. “Minha gestão não terá interesse político/partidário. Os interesses de Maringá são os interesses da população”, finalizou.

Amanhã o prefeito recém empossado chega ao Paço Municipal por volta das 8h e haverá uma cerimônia ecumênica aberta a todos os servidores da cidade. A Câmara dos Vereadores de Maringá faz sua primeira reunião, para estabelecer as Comissões Permanentes do plenário.

Ex-presidente da Câmara, Maia disse adotar imparcialidade em relação à eleição para presidente da Câmara Municipal. “A minha conduta em relação a Câmara é uma conduta independente. Respeito a câmara e as decisões da câmara”, disse.

Vereadores

Em Maringá foram eleitos: Homero Marchese, Flávio Mantovani, Belino Bravin, Do Carmo, Mario Hossokawa, Alex Chaves, Mário Verri, Odair Fogueteiro, Chico Caiana, Sidnei Telles, Carlos Mariucci, Altamir da Lotérica, Jean Marques, William Gentil e Onivaldo Barris.

Câmara Municipal de Maringá-PR

Divulgação / Câmara Municipal de Maringá-PR

Em sessão solene no Teatro Calil Haddad, os 15 vereadores eleitos tomaram posse e votaram a mesa diretora da gestão 2017/2018.

A disputa foi acirrada em todos os cargos, tendo apenas um voto de diferença em todas as votações.

A primeira disputa foi para decidir a presidência da casa. Mario Hossokawa (PP) venceu Alex Chaves (PHS), por oito votos a sete votos e é novamente presidente da casa (ele exerceu o cargo de presidente na gestão 2009/2012). Em seguida, a votação de primeiro secretário, em que o vereador Sidnei Telles (PSD) venceu o último presidente da casa, Chico Caiana, pelo mesmo placar. Na disputa pela vice-presidência da Câmara de Maringá, uma situação peculiar.

A disputa estava entre Mario Verri (PT) e Willian Gentil (PTB); O resultado estava empatado e o último voto era de Gentil. Surpreendendo a todos, o petebista votou em seu adversário dando, assim, a Mario Verri o cargo de primeiro vice-presidente.

A votação subsequente foi de segundo vice-presidente, em que Willian Gentil venceu Onivaldo Barris (PHS) por oito votos a sete. Os cargos de segundo e terceiro secretário ficaram como Odair Fogueteiro (PHS) e Bravin (PP), respectivamente – que venceram o vereador Onivaldo Barris.

O presidente eleito da Câmara dos Vereadores, Mario Hossokawa, destacou que o relacionamento com o prefeito empossado Ulisses Maia será tranquilo, tendo em vista o diálogo e a equipe que Maia está montando. “Ele vai fazer uma boa gestão. Tudo aquilo que ele quiser fazer e mandar para a câmara e entendermos que será bom para a cidade, com certeza terá o nosso apoio”, enfatizou.

Hossokawa disse ainda que trabalhar com vereadores mais jovens e “estreantes” no legislativo é revigorante. “Eles [vereadores de primeiro mandato] sempre vêm com algumas boas ideias. É sempre muito bom contar com ideias novas”, pontuou.

Edição: Narley Resende