“Não renunciarei!” diz Temer em pronunciamento

temer

O presidente da República Michel Temer (PMDB) negou as denúncias publicadas pela reportagem do jornal “O Globo”, no início da noite de quarta-feira (17), sobre a delação premiada dos empresários Joesley e Wesley Batista, proprietários do frigorífico JBS, que envolvem o presidente na suposta compra do silêncio do deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB), preso em Curitiba.

“Não renunciarei! Repito, não renunciarei… Não comprei o silêncio de ninguém, sempre honrei meu nome e nunca autorizei usar meu nome indevidamente”, afirmou.

“Solicitei oficialmente ao STF acesso aos documentos mas até agora não conseguiu. Quero deixar muito claro dizendo que meu governo viveu nessa semana seu melhor e seu pior momento”, se referindo aos indicadores econômicos e níveis de emprego.

“Os dados de geração de emprego criaram esperança de dias melhores. O otimismo retornava e as reformas avançavam no Congresso Nacional. Mas ontem, conversas gravadas clandestinamente trouxeram de volta o fantasma da crise política. E todo o esforço de tirar o país da crise pode se tornar inútil”, afirmou.