TRF nega recurso e Cristiane Brasil não pode assumir ministério

Roger Pereira

O Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2) negou novamente, nesta quarta-feira (10), pedido para derrubar uma liminar que barrou a posse da deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ) no Ministério do Trabalho. O recurso negado desta vez foi da Advocacia-Geral da União e a própria Cristiane Brasil.

Na última segunda (8) o juiz federal de Niterói (RJ) Leonardo Couceiro decidiu suspender a posse sob o argumento de que a indicação desrespeita o princípio da moralidade administrativa, já que Cristiane é condenada em uma ação trabalhista.

A deputada foi condenada a pagar R$ 60 mil a um de seus motoristas e fez acordo com outro profissional, pagando R$ 14 mil para evitar uma condenação.

O pedido de suspensão da posse tinha sido encaminhado por um grupo de advogados do Rio.


Na terça (9), o juiz Guilherme Couto de Castro já havia negado a cassação da liminar no Tribunal Regional. Ele entendeu que não há risco de grave lesão à ordem ou à economia pública.  Hoje, a decisão de manter a liminar foi do juiz Vladimir Vitovsky.

Post anteriorPróximo post
Roger Pereira
Repórter do Paraná Portal
Comentários de Facebook