Perturbação do sossego é a ocorrência mais comum no litoral

Operação Verão
Foto: PM-PR

Com BandNews Curitiba

O som alto e o barulho nas ruas são os problemas que mais têm exigido a atenção da Polícia Militar no litoral do Paraná nesta temporada. De acordo com o balanço dos primeiros 15 dias da Operação Verão, o número de ocorrências de “perturbação de sossego” nas praias foi o dobro do registrado no mesmo período do verão passado.

O coordenador da Operação Verão, coronel Adilson Castilho, diz que os órgãos de segurança pública reforçaram o patrulhamento para combater esse tipo de delito. “A realização de termos circunstanciais, principalmente pela perturbação do sossego, teve um aumento de mais de 100% em relação ao ano passado, isso em decorrência de uma atuação mais intensa por parte da Patrulha do Sossego”, explica.

O balanço da Operação divulgado nesta quinta-feira (5) indica que a população tem procurado mais orientação do Corpo de Bombeiro e que um menor número de pessoas recebeu advertências por comportamento de risco nas águas do mar.

O coronel Castilho diz que o veranista precisa se programar para respeitar as leis e normas desde o momento que sai de casa até o momento que chega ao litoral, seja no uso do mar ou no trânsito urbano e rodoviário. “Respeite a legislação de trânsito. E nos momentos em que ele está nas areias do litoral paranaense, que ele respeite as condições do mar, siga as orientações dos salva-vidas, que tome todo cuidado, que não abuse”, afirma.

De acordo com o balanço dos primeiros 15 dias da Operação Verão, alguns crimes sofreram redução na comparação com o mesmo período do ano passado: diminuição de 25% no número de furtos; de 39% no número de roubos; e de 28% no número de prisões, especialmente porque aumentaram as autuações por perturbação de sossego e embriaguez ao volante.