Adapar não encontra H1N2 em 34 granjas que enviaram suínos para abatedouro em Ibiporã

Redação

Adapar não encontra H1N2 em 34 granjas que enviaram suínos para abatedouro em Ibiporã

A Adapar (Agência de Defesa Agropecuária do Paraná) divulgou nesta segunda-feira (13) que levantou amostras de 34 granjas que enviaram suínos para um abatedouro em Ibiporã, região norte do estado, foco de um caso de H1N2.

Todas as amostras não demonstraram sinais clínicos nos suínos vistoriados, sendo que 22 dessas granjas são localizadas no Paraná e outras 12 ficam em outros estados.

Para orientar suinocultores do Paraná, a Adapar emitiu nesta segunda-feira uma nota técnica com diversas recomendações sanitárias.

Entre elas estão a desinfecção dos espaços antes da chegada de novos lotes e vazio sanitário para eliminação dos patógenos não eliminados na higienização, além da adoção de um “cinturão verde” em torno da propriedade para diminuir a incidência de ventos e a condução de microrganismos.

A Adapar ainda salienta que não existe uma pandemia de H1N2 ou qualquer outra doença nos rebanhos animais do Paraná e que por isso o consumo da carne suína é seguro.

“O Estado continua trabalhando no monitoramento e controle desse caso para que os produtores não tenham perdas. As medidas de biosseguridade são fundamentais para o controle de doenças nos rebanhos”, explicou o secretário estadual da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara.

PACIENTE DE 22 ANOS ESTÁ SENDO MONITORADA

Uma mulher de 22 anos que trabalha em um abatedouro de suínos em Ibiporã foi contaminada pelo vírus H1N2 em abril, após ser diagnosticada por exames na Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz).

A paciente procurou atendimento médico após apresentar problemas respiratórios, sendo medicada e atualmente se encontra recuperada da doença.

A Sesa (Secretaria de Estado da Saúde) está monitorando a paciente e também os familiares e demais pessoas que tiveram contato com a jovem.

Esses vírus que são hospedeiros em suínos normalmente não contaminam seres humanos, mas em alguns casos existe a transmissão, mesmo não sendo registrado o contágio de pessoa para pessoa.

O QUE É A GRIPE H1N2?

A H1N2 é um subtipo de Influenza A, vírus responsável pela gripe, que é uma infecção respiratória. Os sintomas são parecidos com o vírus da gripe, como dor de garganta, tosse, febre, perda do apetite, entre outros.

Desde 2005, apenas 26 casos foram documentados em todo o mundo, incluindo outros dois pacientes do Brasil. Um deles em 2015, na cidade de Castro, região dos Campos Gerais.

O Paraná é o segundo maior produtor de suínos do Brasil, abatendo 841 mil toneladas dessa proteína animal durante todo o ano de 2019, atrás apenas de Santa Catarina (1.119 toneladas).

Previous ArticleNext Article