Agronegócio
Compartilhar

Agricultura tem alerta para geada negra no Paraná, indica previsão

Na terça-feira (17), uma massa de ar frio avança pela Região Sul, com resfriamento bastante expressivo e forte declínio das temperaturas no Paraná.

Redação - 16 de maio de 2022, 10:50

Divulgação/IDR-Paraná
Divulgação/IDR-Paraná

A agricultura do Paraná tem um alerta para a formação de geada a partir desta terça-feira (17). A possibilidade existe para diversas regiões do estado, de acordo com o Simepar. Além da queda nas temperaturas, com o vento persistente e mais gelado pode haver ainda a ocorrência de "geada negra" entre o sudoeste e o centro-sul paranaense, fenômeno que é mais prejudicial para a agricultura.

Temida pelos agricultores, a geada negra ocorre da combinação de ar frio, vento moderado e umidade baixa. Ela provoca o congelamento da planta de dentro por fora, com danos maiores e muitas vezes irreversíveis.

Na terça-feira (17), uma massa de ar frio avança pela Região Sul, com resfriamento bastante expressivo e forte declínio das temperaturas no Paraná.

Alerta de geada para o estado na terça-feira (17). Fonte: Simepar

"Há possibilidade para a formação de geada em vários pontos do Estado. Ressalta-se que o vento se mantém mais persistente e, associado ao ar mais gelado, pode provocar a ocorrência de 'geada negra' entre o sudoeste e o centro-sul paranaense, fenômeno que é mais prejudicial para a agricultura", aponta o Simepar.

Na quarta-feira (18), com a intensificação dos ventos, e mesmo com as temperaturas baixas, as condições para a formação de geada ainda dependem muito da ação dos ventos, porém, não se descarta a ocorrência principalmente em regiões de vales. Aliás, o vento mais "gelado" ainda pode causar intensa sensação de frio na metade sul do Estado e segue com chance de ocorrência de geada negra.

Já na quinta-feira (19), O Simepar indica que as temperaturas já não ficam tão baixas nos termômetros, porém, mesmo assim, o resfriamento segue forte e o vento perde intensidade. Desta forma, aumenta a possibilidade do aparecimento da geada mais tradicional, com formação de gelo sobre as plantas, principalmente entre o Sudoeste, Centro-Sul, Campos Gerais e a Região Metropolitana de Curitiba.

Alerta geada ajuda agricultores a enfrentar o fenômeno

A previsão de geadas no Paraná é elaborada pelos meteorologistas do Simepar e apresentada na forma de mapas e textos, os quais descrevem a ocorrência e a intensidade prevista deste fenômeno para todas as regiões do estado. Os informes são feitos com antecedência de 24, 48 e 72 horas.

Essas previsões fazem parte do Alerta Geada, serviço mantido em parceria entre o Simepar e o IDR-Paraná (Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná) e estão disponíveis para consulta entre os meses de maio e setembro, que é o período de maior risco de ocorrência deste fenômeno.

Com as informações de previsão de geadas fornecidas, o Iapar e a Emater realizam o aconselhamento técnico para os agricultores visando o melhor enfrentamento da geada, com o objetivo de mitigar os seus efeitos nas culturas e minimizar as perdas para o agricultor