Agricultura
Compartilhar

Chuva prejudica colheita no interior do Paraná

A chuva do fim de semana prejudicou algumas e causou estragos no interior. Em algumas regiões, o volume chegou a mais de..

Mariana Ohde - 22 de maio de 2017, 11:05

Divulgação
Divulgação

A chuva do fim de semana prejudicou algumas e causou estragos no interior. Em algumas regiões, o volume chegou a mais de 200 mm, mas a volta da estabilidade deve contribuir para a recuperação de danos e produtividade.

ANÚNCIO

Tanto a colheita da soja quanto a do milho estão próximas do fim - e com boa produtividade. A soja ficou com média de 4.031 kg/hectare e o milho com 8.990 kg/hectare. A colheita do feijão já teve início, mas foi interrompida neste final de semana por causa das más condições do tempo. Algumas lavouras que já estavam prontas devem ter qualidade um pouco abaixo do normal. Porém, com a melhora do tempo nos próximos dias, é esperado um resultado dentro do normal. A produtividade inicial do feijão está estimada em 100 sacas por alqueire.

No campo, os plantios de trigo e cevada ainda não se iniciaram - eles devem começar entre o final de maio e início de junho. As hortas e pastagens seguem em ritmo normal da época, sem maiores percalços.

O mercado agrícola teve reação somente para feijão de boa qualidade que teve pequenos lotes comercializados a até R$ 125 a saca, mas, para as demais commodities os preços ficaram praticamente os mesmos da última semana.

Apucarana

ANÚNCIO

Segundo o boletim do Departamento de Economia Rural (Deral), a região de Apucarana teve quatro dias de muita chuva, com volume acumulado entre 132 mm e 229 mm. Hoje (22), o dia amanheceu com céu aberto e, de acordo com o Simepar, o tempo deve permanecer firme nos próximos dias.

Ainda não há informações de prejuízos causados pelo excesso de chuvas, no entanto, o solo saturado de água prejudica o desenvolvimento do trigo recém plantado e preocupa quanto a qualidade do milho 2ª safra, do café em fase inicial de colheita e das hortaliças, especialmente as folheosas.

O excesso de chuvas danificou as estradas rurais, com interrupção do tráfego em alguns pontos de alagamentos, e erosão em algumas áreas de trigo e aveia. As atividades de campo estão praticamente paralisadas, a exemplo da colheita da cana e café. Os efeitos das precipitações serão melhor avaliados no decorrer da semana, segundo o Deral.

Cascavel

Após cinco dias de chuva, a segunda-feira amanheceu com tempo nublado, mas com tendência de tempo bom. O plantio da cultura de trigo está na reta final e o milho segunda safra segue com bom desenvolvimento. O feijão segunda safra, com pequena quantidade colhida em nossa região, sofreu com uma infestação de ácaro, que só pode ser controlada com a aplicação de fungicidas.

 

Umuarama

A região registrou chuvas fortes na sexta-feira e mais amenas no sábado e domingo. As precipitações variaram de 86 a 170 mm. Nos municípios próximos ao Núcleo de Cianorte e Paranavaí, as precipitações foram superiores a 150 mm. Já nos municípios próximos ao N.R de Toledo como Brasilândia do Sul, Francisco Alves e Iporã as precipitações variaram de 86 a 90 mm.

As lavouras de mandioca e cana-de-açúcar, principalmente as recém colhidas, podem ter apresentado problemas de erosão. A falta de luminosidade prejudica o desenvolvimento do milho e causa problemas de doenças fúngicas.

Previsão do tempo

Nesta segunda-feira diminuem as condições de instabilidade no Paraná. Com alguma nebulosidade entre o norte e leste do estado, as áreas de chuva se afastam na direção do Sudeste e para o oceano. Com isto, a semana começa sem previsão de chuvas significativas e temperaturas um pouco mais baixas pela manhã, principalmente entre o sul e os Campos Gerais.

Com a presença de muita umidade e com temperaturas amenas, o dia começa com nevoeiros em diversas regiões. Também não se espera elevação significativa das temperaturas à tarde.

A segunda-feira começa com registros de nevoeiros em diversas regiões do estado. Em Curitiba, o nevoeiro é de intensidade fortes em diversos bairro da cidade, reduzindo a visibilidade. Os termômetros registram temperaturas amenas neste começo de manhã. O menor registro ocorre no sul do estado, em Palmas 8,6 ºC.

A massa de ar frio que percorre o Sul é de fraca intensidade. No Paraná, provoca declínio das temperaturas no sudeste e no sul, porém, não há previsão para a formação de geadas para a terça-feira (23).