Colheita de soja avança na região de Maringá

Mariana Ohde


Por Metro Maringá

A colheita da soja segue em ritmo intenso na região de Maringá. Em algumas cidades, segundo a Secretaria de Estado da Agricultura e Abastecimento (Seab), 50% da produção já foi colhida, caso de Ivatuba e Floresta.

Embora o número pareça alto, há outras cidades em que o ritmo está mais lento e em outras o trabalho nem começou. “Em Mandaguari e Marialva, por exemplo, o plantio foi um pouco mais tardio. Por isso, em linhas gerais em nossa região, a média está em 10%”, explicou a técnica do Departamento de Economia Rural (Deral) da Seab de Maringá, Ivanir Marangoni

A expectativa na região segue a tendência estadual de um aumento de 12% na produção. Estima-se uma colheita de até 3,6 mil quilos por hectare na área da Seab Maringá composta por 264.500 hectares. “Não há como precisar quando a colheita termina, mas a tendência é de que o trabalho se intensifique a partir da segunda quinzena de fevereiro em diante”, completou a técnica.

Clima pode ajudar O secretário de Agricultura do Paraná, Norberto Ortigara, se mostrou otimista com os primeiros resultados obtidos na colheita de soja no Estado e prevê um ano extremamente positivo. “Se houver bom clima durante o andamento das três safras cultivadas no Paraná, poderemos atingir o volume de 40 milhões de toneladas de grãos em 2017, o que será outra marca recorde”, afirmou o secretário.

O estado iniciou no fim de janeiro a colheita da safra dos gsojaãos de verão (soja, milho e feijão). A previsão é de que sejam colhidas 23,3 milhões de toneladas – 15% acima do mesmo período do ano passado, quando a colheita de verão rendeu 20,2 milhões de toneladas

Previous ArticleNext Article
Mariana Ohde
Repórter no Paraná Portal