Encontro de Empreendedores Rurais debate crise econômica e política, eleições e Lava Jato

Jordana Martinez


Redação com Faep e AEN

Mais de cinco mil produtores, líderes rurais, presidentes de sindicatos e autoridades, participaram do Encontro Estadual de Empreendedores e Líderes Rurais, nesta sexta-feira (01), no Expotrade Pinhais, na RMC.

Neste ano o evento, promovido pelo  SENAR-PR e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-PR), tem como tema “Produzir e preservar o campo mostra a sua força”. O encontro marca o encerramento do Programa Empreendedor Rural (PER) e da Olimpíada Rural.

No debate sobre os cenários econômico e político brasileiro, o comentarista da Rádio BandNews FM Ricardo Boechat, o editor-chefe da Band em Brasília, Rodrigo Orengo e o âncora do Band Cidade em Curitiba, José Wille, discutiram o momento econômico e político, as eleições para presidente no próximo ano e o andamento das investigações da Operação Lava Jato.

Crise

No discurso de abertura do evento, o presidente do Sistema FAEP/SENAR-PR, Ágide Meneguette, fez questão de destacar o trabalho dos produtores rurais, mesmo em um ambiente tão adverso, com aumento dos juros do crédito rural, redução do volume de financiamento, falta de garantia dos recursos orçamentários para o seguro rural e obras de infraestrutura. “O agronegócio tem dado sustentação para que a situação econômica e social [do Brasil] não fosse ainda pior. Os agricultores e pecuaristas são os responsáveis por essa façanha de impedir que o Brasil chegasse além do fundo do poço, gerando produção que tem proporcionado ao país saldos positivos em sua balança comercial todos esses anos.”

O vice-presidente do conselho do Sebrae, Darci Piana, também fez questão de apontar a importância do campo nas finanças nacionais. “A agricultura é um dos alicerces para o desenvolvimento do Paraná e do Brasil. Nos últimos 15 anos, o produtor rural deixou de ser colono para se transformar em empreendedor, empresários agrícolas.”

O presidente da Fetaep, Ademir Mueller, aproveitou sua fala para pedir que os cenários político, econômico e social conturbados não tenham reflexos nas estratégicas de investimento e planejamento, tão importante para o agronegócio nacional. “Diante da crise, precisamos, cada vez mais, que os produtores busquem qualificação e planejamento para melhorar sua atuação no campo, gerando riquezas para a agricultura, para o país e para o mundo.”

Na sequência, o governador Beto Richa deu o mesmo tom, ressaltando a contribuição do campo, muitas vezes desconhecida pela população urbana. “Historicamente, o agronegócio está sendo penalizado. Mas é importante estimular o setor, pois é a agropecuária que forma a economia estadual, salva a balança comercial e contribui para amenizar os efeitos nocivos da crise.”

Richa também afirmou que o governo estadual garante apoio ao agronegócio com o programa Paraná e Competitivo e as linhas de crédito do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE). No setor de infraestrutura, citou a modernização do Porto de Paranaguá e o início do processo para a construção de uma ferrovia ligando Dourados (MS) e ao Litoral paranaense.

PER

O evento também marca o encerramento do Programa Empreendedor Rural (PER), realizado pelo SENAR-PR em parceria com Sebrae-PR e a Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado do Paraná (Fetaep). Os participantes do PER são estimulados a apresentar projetos elaborado a partir dos conhecimentos adquiridos durante a capacitação, dividida em 17 módulos e 160 horas de duração. Esse ano, 102 trabalhos foram analisados pela banca avaliadora.

Desde a criação, em 2003, o PER formou cerca de 29 mil pessoas. Neste ano, foram 1,1 mil participantes, divididos em 59 turmas, espalhadas por todas as regiões do estado.

Previous ArticleNext Article
Jordana Martinez
Profissional multimídia com passagens pela Tv Band Curitiba, RPC, Rede Massa, RicTv, rádio CBNCuritiba e BandNewsCuritiba. Hoje é editora-chefe do Paraná Portal.