IBGE prevê crescimento de 29,2% para a safra de grãos

Mariana Ohde


O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta quinta-feira (8), em Maringá, o Levantamento Sistemático da Produção Agrícola. É a primeira vez que o estudo é divulgado no Paraná. Desde o ano passado, o IBGE tem apresentado os dados em diferentes cidades brasileiras e não no Rio de Janeiro, como era feito desde 1972.

Segundo os dados apresentados hoje, a estimativa para a produção de grãos é de 238,6 milhões de toneladas, 29,2% a mais do que em 2016. O arroz, o milho e a soja são os três principais produtos deste grupo, que, somados, representaram 93,4% da estimativa da produção e responderam por 87,8% da área a ser colhida. Em relação ao ano anterior, houve acréscimo de 2,1% na área da soja, de 17,2% na área do milho e de 3,9% na área de arroz. No que se refere à produção, ocorreram acréscimos de 17,2% para a soja, 14,7% para o arroz e 52,3% para o milho.

A estimativa da área a ser colhida é de 60,9 milhões de hectares, 6,7% maior do que a área colhida em 2016, de 57,1 milhões de hectares. Em a abril, produção e a área aumentaram 2,4% e 0,2%, respectivamente.

O estado de Mato Grosso liderou como maior produtor nacional de grãos, com uma participação de 25,6%, seguido pelo Paraná (17,9%) e Rio Grande do Sul (15,3%), que, somados, representaram 58,8% do total nacional previsto. Outros estados importantes na produção de grãos foram Goiás (9,7%), Mato Grosso do Sul (7,7%), Minas Gerais (6,0%), São Paulo (3,5%), Bahia (3,2%), Santa Catarina (2,8%) e Maranhão (1,9%), entre os dez maiores produtores do país.

Veja a pesquisa na íntegra.

Dados anteriores

No último levantamento, a previsão era a de que o Brasil teria uma safra de 233,1 milhões de toneladas de grãos, um crescimento de 26,2% em relação a 2016. O levantamento também previa que o país fecharia o ano com produção de 112,8 milhões de toneladas de soja, um crescimento de 17,5% em relação a 2016; 30,2 milhões de toneladas na primeira safra de milho, 24,1% a mais do que em 2016; e 60,9 milhões de toneladas na segunda safra, crescimento de 60,9%.

Previous ArticleNext Article
Mariana Ohde
Repórter no Paraná Portal