Rede social reúne produtores e amantes do café

Mariana Ohde


A Rede Social do Café, criada em 2006, chegou a 19 milhões de acessos em 11 anos de existência – número expressivo para a rede setorial, que integra instituições de pesquisa, ensino, extensão e agentes do setor agroindustrial do café.

Hoje, só na Rede Social do Café, são 4.943 usuários de 164 países dos cinco continentes. No Brasil, cerca de mil municípios estão representados. A rede também possui uma página no Facebook, com cerca de 11 mil fãs, e um perfil no Twitter, com cerca de 6 mil seguidores.

A rede contabiliza mais de 42 mil tópicos, que reúnem análises, notícias, cotação do café, comercialização, manejo de pragas e doenças, colheita e pós-colheita, mecanização, diferentes vídeos abordando esses e outros tópicos, além de diversos assuntos relevantes para o setor cafeeiro. As informações auxiliam, também, na elaboração de políticas públicas para a área.

A Rede, coordenada pelo Instituto Agronômico (IAC), foi elaborada pelo Consórcio Pesquisa Café, da Embrapa Café. A rede disponibiliza, ainda, conteúdos de eventos e palestras – como o Dia de Campo Virtual, Cardápio de Palestras e CaféWebTV.

Qualquer usuário pode se inscrever na Home Comunidade. Como membro, é possível, inclusive, convidar conhecidos para se associarem. A função ‘Membros’ permite conhecer todos os usuários; a função ‘Fórum’ reúne todos os tópicos e discussões em curso; os ‘Destaques’, ‘Vídeos’, ‘Fotos’, ‘Links’, ‘Apresentações’, entre outras seções, trazem informações sobre o setor.

 

Previous ArticleNext Article
Mariana Ohde
Repórter no Paraná Portal