Safra de café deve ser 11,3% menor em 2017

Mariana Ohde


Com Embrapa

Com a produção estimada em 10,1 milhões de sacas de 60kg, a safra de café conilon responderá por 22% do total produzido no Brasil em 2017, o que representa um aumento de 26,9% em relação ao ciclo anterior. A produção do café arábica, estimada em 35,4 milhões de sacas, corresponderá a 78% do total produzido e implicará redução de 18,33% em relação à safra anterior.

Caso essas estimativas se confirmem, a safra total dos Cafés do Brasil neste ano será de 45,5 milhões de sacas de 60 kg, uma redução prevista de 11,3% em relação à safra passada, quando foram colhidas 51,4 milhões de sacas.

Os números constam do Segundo Levantamento da Safra de Café (Maio/2017), divulgado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

Área cultivada

Ainda segundo o levantamento, há uma expectativa de queda de 0,5% da área total cultivada, a qual deverá ser de 2,2 milhões de hectares e também queda de 4,1% na área em produção, que é atualmente estimada em 1,87 milhão de hectares em produção. Com relação especificamente ao café arábica, a área dessa cultura será de 1.770,9 mil hectares, sendo 298,9 mil hectares em formação (16,9%) e 1.472 mil hectares em produção (83,1%). E quanto ao café conilon a área ocupada será de 441,4 mil hectares, sendo 42,5 mil hectares em formação (9,6%) e 398,9 mil hectares em produção (90,4%).

Produtividade

A Conab atribui a redução da safra do arábica à bienalidade negativa que ocorrerá em 2017, que alterna produtividade média menor em um ano com maior no ano seguinte. Nesse caso, a previsão é que o café arábica deve ter produtividade de 24,07 sacas por hectare e o conilon de 25,41.

A elevação da produção e da produtividade do café conilon se deve principalmente à recuperação das lavouras nos estados do Espírito Santo, Rondônia e Bahia, em decorrência do emprego de mais tecnologias do Consórcio Pesquisa Café e de investimentos nas lavouras e, além disso, das boas condições climáticas ocorridas.

Produção estimada 

De acordo com os dados divulgados no levantamento, os principais estados produtores de café conilon em 2017 serão: Espírito Santo (5,88 milhões), Rondônia (1,87 milhões), Bahia (1,83 milhões) e demais estados produtores somando (0,55 milhões), totalizando 10,13 milhões de sacas de café conilon produzidas.

Em relação ao café arábica, os principais estados produtores em 2017 serão: Minas Gerais (25,36 milhões), São Paulo (4,37 milhões), Espírito Santo (2,90 milhões), Paraná (1,26), Bahia (1,01) e demais estados produtores somando (0,52 milhões), totalizando 35,42 milhões de sacas produzidas de café arábica.

Com esses números, a estimativa de safra total dos Cafés do Brasil será de 45,56 milhões de sacas.

Levantamento da Safra de Café

Conab realiza o acompanhamento da safra brasileira de café desde 2001 por meio de quatro estimativas em cada ano. O primeiro é realizado entre novembro e dezembro, com divulgação em janeiro, no período pós-florada.

O segundo levantamento ocorre em maio, com divulgação no próprio mês citado, no período pré-colheita, no qual, menos de 20% da cultura foi colhida. O terceiro levantamento, realizado em agosto e divulgado em setembro, contempla o período de plena colheita no país. O quarto levantamento é realizado e divulgado em dezembro após a colheita do café em todo o país.

Veja o levantamento da safra brasileira de café de 2017

Café no Paraná

A colheita de café no Paraná está em 7% da área plantada, com 93% em boas condições, 6% em condições medianas e 1% em condição ruim. 94% está em fase de maturação. Os dados são do último boletim do Departamento de Economia Rural (Deral), publicado nesta segunda-feira (29). A produção estimada, segundo o último boletim do dia 25 de maio, é de 74.807 toneladas.

 

Previous ArticleNext Article
Mariana Ohde
Repórter no Paraná Portal