Baunilha: cultivo sustentável é tema de live nesta quinta

Redação

Baunilha tem live no Youtube da Embrapa

Uma das especiarias mais valiosas nos mercados nacional e internacional, com uso garantido na gastronomia e já cobiçada na indústria farmacêutica, a baunilha brasileira é tema de evento on-line promovido pela Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia (Brasília-DF), em parceria como Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). As informações sobre a live são da assessoria de imprensa da Embrapa.

Programada para ser a primeira de uma série de lives abordando o tema baunilha, o evento ocorrerá no dia 15/7, quinta-feira, às 19h, e vai abordar os desafios e perspectivas das espécies brasileiras dessa planta.

Conhecer e preservar a planta da baunilha

Os pesquisadores Roberto Vieira e Luciano Bianchetti desenvolvem um projeto sobre esse tema tendo como objetivo conhecer e preservar a planta da baunilha, a partir de informações técnicas destinadas ao cultivo sustentável das bromélias. Para participar da live “Baunilhas do Brasil”, basta acessar o canal da Embrapa no YouTube.

 

Outra live orienta produotres de sementes

Um dia antes da live sobre baunilha, em 14 de julho, a Embrapa Clima Temperado promove uma live para os produtores de sementes licenciados pela Empresa a fim de apresentar as características da nova cultivar de arroz irrigado BRS A705, cultivar de ciclo precoce e alto potencial produtivo. O evento acontece pelo canal da Embrapa no YouTube a partir das 17h.

Segundo o pesquisador Elbio Treicha Cardoso, a live Oportunidade de Negócios com Genética de Arroz Irrigado da Embrapa – BRS A705 foi programada com ações para melhor apresentação da cultivar e suas características, através de dias de campo presenciais e outras ações. “Em função da pandemia não foi possível realizar este planejamento, optando-se por agendar um evento virtual que também será uma grande oportunidade para nossos sementeiros”, explicou.

A cultivar BRS A705 é uma evolução da BRS Pampa. O pesquisador Ariano Martins de Magalhães Jr. explica que o setor produtivo demandava uma cultivar que apresentasse uma flexibilidade no manejo. “Os orizicultores que adotaram a Pampa, muitas vezes a manejaram de forma inadequada e ela apresentava alguns problemas de acamamento, então buscamos aliar a produtividade, qualidade de grãos e a resistência ao acamamento para atender ao sistema de produção convencional”, disse.

A cultivar é uma das variedades mais recentes em arroz irrigado da Genética Embrapa e será lançada na 32ª Abertura Oficial da Colheita do Arroz. Sua principal vantagem é o porte, 5 a 10 cm mais baixo do que o das variedades comerciais, o que a torna resistente ao acamamento. Possui ainda ciclo precoce e produtividade em torno de 10 toneladas por hectare.

Para conhecer mais características da cultivar é possível acessar o Catálogo de Tecnologias para sistemas de produção agropecuária em terras baixas e acompanhar o evento online.

 

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="775226" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]