Ceasa apresenta em Curitiba nova cultivar de batata

AEN



A Ceasa Paraná apresenta na quarta-feira (4), em sua unidade em Curitiba, a cultivar da batata BRS F63 Camila, desenvolvida pelo Programa de Melhoramento Genético da Embrapa. A oficina será no Espaço Cidadania e Saúde ao lado do Banco de Alimentos.

“Faremos uma apresentação para os produtores e atacadistas sobre a cultivar dessa batata, que tem um alto potencial produtivo, e também com sabor característico”, diz Antônio Leonardecz, diretor técnico da Ceasa Paraná.

A BRS Camila apresenta teor médio de matéria seca nos tubérculos, que permite maior versatilidade na culinária. Com textura firme no cozimento, e sabor característico, o tubérculo é adequado inclusive para cozinha especializada na preparação de saladas e pratos finos.

A cultivar foi desenvolvida para atender as crescentes exigências dos consumidores brasileiros. Seu maior conteúdo de matéria seca propicia maior vida útil dos tubérculos depois de colhidos e textura firme depois de cozida.

A cultivar da batata, denominada Solanum tuberosum, BRS Camila, registrada no Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento, como BRS F63, foi lançada em 2015. Segundo os técnicos da Embrapa, essa espécie tem como características o alto potencial produtivo de tubérculos comerciais e vida de prateleira longa.

Possui como diferenciais, além de elevado rendimento de tubérculos com características comerciais, a resistência ao vírus Y, doença que causa degeneração das sementes e reduz a produtividade das lavouras. Essa resistência possibilita maior número de multiplicações da semente, sem perda de vigor, tornando-a mais barata e de melhor qualidade. É indicada para plantio na região Sul do país.

A cada ano, diversas cultivares são lançadas através dos programas de melhoramentos. Ainda segundo os técnicos da Embrapa, as diferenças morfológicas são cada vez mais sutis. Atualmente, constam no Registro Nacional de Cultivares 211 cultivares de batata.

Previous ArticleNext Article