BPMA apreende palmito, ave silvestre e carne de caça no litoral

Mariana Ohde


Após denúncia, policiais militares da 1ª Companhia do Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA) apreenderam 201 unidades de palmito, facões, rádios comunicadores, instrumentos, uma ave e três quilos de carne de animal silvestre já defumad em Guaraqueçaba, litoral do Paraná.

Por volta das 6h, os policiais patrulhavam pela BR-116, próximo à divisa com São Paulo, quando foram informados de que, na região do Rio Formiga, palmiteiros estariam na mata. A equipe iniciou diligências pela trilha e, após duas horas, avistou uma mula transportando palmito.

Ao se aproximar, os policiais encontraram um homem, que fugiu ao notar sua presença. A equipe iniciou um acompanhamento pela mata e encontrou um acampamento de palmiteiros. No local, foram apreendidos 201 unidades de palmito Juçara (euterpe edulis), espécie ameaçada de extinção que estava com indícios de extração irregular.

Os policiais também encontraram dois facões, quatro rádios comunicadores, um medidor para corte de palmito em madeira, instrumentos usados na prática do crime, uma ave silvestre (macuco) abatida e três quilos de carne de animal silvestre (cateto) já defumada, caracterizando o crime de caça.

Buscas foram feitas na região, mas os autores da extração do palmito e da caça não foram localizados. Todos os materiais, o palmito, a ave e a carne de caça foram apreendidos e entregues na Delegacia de Polícia Civil para as medidas cabíveis.

Previous ArticleNext Article
Repórter no Paraná Portal
[post_explorer post_id="480934" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]