Cidades da RMC preparam as tradicionais feiras do peixe vivo

Mariana Ohde


O mercado já se prepara para o aumento na procura por pescados durante a Semana Santa. De olho na oportunidade, moradores de São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, começaram a organizar a tradicional feira do peixe vivo, que, em 2017, chega à sua 25ª edição. Ao todo, mais de 10 toneladas de peixe devem ser comercializadas no evento, entre os dias 12 e 13 de abril. O abate só é feito depois que os clientes escolhem os animais.

É o que explica o Edmundo Mercer, responsável pela organização da iniciativa e chefe da Divisão de Pecuária da Secretaria de Agricultura e Abastecimento da cidade. “Teremos tilápia, bagre, carpas e demais variedades. A expectativa de público é de até 6 mil por dia. Os produtores são daqui e a gente acompanha desde o início”, explica.

O evento vai ser realizado no Parque São José das 9 horas às 22 horas, com entrada e estacionamento gratuitos. E uma das novidades da edição de 2017 é que o abate só poderá ser feito no local, ou seja, não vai ser possível levar os peixes vivos para casa. “É obrigado a abater o peixe na feira”, explica, “Até pelo bem-estar do animal e a questão da saúde, da segurança alimentar”, finaliza.

Outro evento que já está confirmado é a 27ª edição da Feira do Peixe Vivo de Araucária, também nos dias 12 e 13 de abril. Por lá, estarão à venda exemplares de carpas, tilápias e jundiás, entre outras, e a iniciativa garante que vai seguir todos os procedimentos do chamado abate humanitário, que busca evitar o sofrimento do animal. A feira vai ser realizada no Parque Cachoeira, das 8 horas às 21 horas. A entrada é franca.

Ainda na Grande Curitiba, a cidade de Piraquara vai promover a 22ª Feira do Peixe Vivo em 13 e 14 de abril, na Praça Chafic Boazar e na Regional do Guarituba. No primeiro dia, o evento vai das 9 horas às 20 horas, e, no segundo, das 9 horas até as 13 horas.

Previous ArticleNext Article
Mariana Ohde
Repórter no Paraná Portal