Entidades latino-americanas criam comitê para enfrentar peste suína africana

Redação

peste suína africana comitê

A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) e outras 21 organizações nacionais de 18 países da América Latina realizaram nesta semana de forma virtual, a instalação de um comitê continental para debater estratégias de prevenção à Peste Suína Africana na região. As informações foram divulgadas pela assessoria de comunicação da ABPA.

O Comité de Crisis PPA LatAm (Peste Porcina Africana, em espanhol) realizou um levantamento de ações regionais e estabeleceu um trabalho em colaboração para o fortalecimento da defesa sanitária no continente, no âmbito privado.

Uma das iniciativas foi o estabelecimento de uma campanha interpaíses de conscientização das comunidades e intrassetoriais sobre a importância dos cuidados preventivos nas diversas esferas. Denominada #TodosContraLaPPA, a campanha será lançada em breve com ações junto aos produtores, sociedade e líderes governamentais das diversas esferas das nações envolvidas.

República Dominicana registrou focos da peste suína africana

A ação ocorre após situação enfrentada pela República Dominicana, que recentemente registrou focos da enfermidade nos diversos plantéis da ilha.

“A ação reforça o trabalho que já está em curso no Brasil, em uma articulação ampla para evitar que a situação alcance a parte continental das Américas. Empregos e a garantia de fornecimento de alimentos estão em jogo, em um momento em que a oferta de alimentos é estratégica para as nações. Unificando esforços, seremos mais efetivos para monitorar problemas e riscos e contribuir para rápidas soluções bilaterais ou em bloco”, avalia Ricardo Santin, presidente da ABPA.

 

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="782286" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]