Agronegócio
Compartilhar

Exportação de pescados dobra no primeiro semestre de 2022

O Paraná é o estado com a maior produção de tilápia e de volume de exportações da espécie, de grande aceitação no mercado mundial.

Redação - 04 de agosto de 2022, 11:05

(Foto: Jaelson Lucas/AEN)
(Foto: Jaelson Lucas/AEN)

A exportação de pescados cresceu 100% nos primeiros seis meses de 2022 em comparação ao mesmo período do ano anterior. É o que mostra o Informativo de Comércio Exterior da Piscicultura, elaborado pela Embrapa Pesca e Aquicultura em parceria com a Associação Brasileira de Piscicultura (Peixe BR). 

No total, foram US$ 14,3 milhões em vendas externas e 4.931 toneladas, conforme o levantamento. Os dados foram divulgados nesta semana.

O crescimento, em valor, é resultado da venda de produtos piscícolas de maior valor agregado, como os filés congelados, com alta de mais de 500% em valor e toneladas. 

De acordo com a Secretaria de Pesca e Aquicultura, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), o crescimento exponencial das exportações brasileiras ocorre por diversos fatores, como a desburocratização, a evolução no manejo, a melhoria genética e tecnificação do cultivo de peixes. Assim como a profissionalização da cadeia produtiva e o crescimento de crédito de fomento para atividade. 

Outro ponto apontado pela pasta é a realização de ações conjuntas de promoção comercial da piscicultura brasileira, desenvolvidas pelo Mapa em parceria com a Apex Brasil.

Os principais destinos das exportações da piscicultura foram os Estados Unidos, maior comprador, seguido pelo Canadá e pela Líbia.
 

Parná é destaque na produção de tilápia

De grande aceitação no mercado mundial, a tilápia é a espécie de peixe mais exportada pelo Brasil, representando 98% do total do faturamento com pescados exportados até o mês de junho, montante de US$ 14 milhões.

O Paraná é o estado com a maior exportação da espécie no período analisado, com US$ 7,4 milhões, representando 53% do total. Em seguida, aparecem Mato Grosso do Sul e Bahia. 

Em 2021, a produção de peixes de cultivo paranaenses, particularmente a tilápia, chegou a 188 mil toneladas.

Fonte: Embrapa Pesca

Dados do informativo apontam que a categoria de tilápias inteiras congeladas ocupou a primeira posição de exportação nesse semestre, com um valor total de US$ 7 milhões. Depois, estão o filé fresco, com US$ 3,4 milhões, e o filé congelado (US$ 2,6 milhões).