Exportações de soja no Paraná aumentam 30% no primeiro semestre

Redação

exportações, exportação, agronegócio, soja, milho, trigo

As exportações do complexo de soja movimentaram US$ 3,26 bilhões no Paraná, nos seis primeiros meses de 2020. O valor é 30% maior do que no mesmo período do ano passado.

As informações constam no boletim semanal elaborado pelo Deral (Departamento de Economia Rural), vinculado à Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento.

O complexo de soja em engloba todas as formas de exportação — produto em grão, em farelo, ou em forma de óleo. Conforme o Deral, foram 9,42 milhões de toneladas movimentadas.

De acordo com o Departamento de Economia Rural, a soja em grão é responsável por mais de 79% das exportações do complexo. Só no primeiro semestre as exportações movimentaram 7,45 toneladas.

De acordo com o boletim, a relação cambial favorável para exportações foi um dos fatores que alavancou o setor. Com o real desvalorizado internacionalmente, os produtos nacionais ficaram mais acessíveis.

O principal destino da soja produzida em território paranaense foi a China. Posteriormente, aparecem Paquistão e Bangladesh.

EXPORTAÇÕES DE SOJA, MILHO E TRIGO

Conforme o boletim semanal do Deral, além da soja, há boas expectativas para a colheita do milho. A previsão indica um avanço. Até o momento, cerca de 11% dos 2,3 milhões de hectares de plantação foram colhidos.

Beneficiado pelo clima mais seco, o trigo deve concluir o período de plantio em alta. Para isso, é necessário que o Estado não seja afetado pelas geadas, comuns nessa época do ano.

Além das exportações, o bom plantio do trigo pode ser determinante para manter controlados os preços dos produtos panificados.

*Com informações da AEN

Previous ArticleNext Article