FAEP pede prorrogação de crédito rural do Banco do Brasil

FAEP


O Banco do Brasil anunciou, em 29 de março, a possibilidade de prorrogar, por um ano, operações de custeio e investimento com vencimento entre março e junho deste ano. A medida, conforme nota do BB, visa beneficiar 77 mil clientes que possuem R$ 4,7 bilhões em operações passíveis de prorrogação e o banco informou que irá manter as taxas das operações originais. A medida simplifica o pedido de renegociação, uma vez que dispensa a necessidade de o produtor apresentar laudo técnico. A FAEP enviou um ofício ao Banco do Brasil solicitando que a instituição estenda para as parcelas vencíveis até setembro a medida emergencial de facilitar a prorrogação de dívidas dos pecuaristas.

Os produtores continuam tendo dificuldades para comercializar sua produção. Os preços da arroba do boi pioraram desde março e a comercialização está lenta ou travada, o que impacta na renda dos produtores que estão sem capacidade de pagamento para honrar os compromissos assumidos no crédito rural.

As cotações verificadas em abril e maio são as menores desde outubro de 2014, considerando valores nominais. Dada a conjuntura atual, tais valores traduzem-se em margens reduzidas aos produtores, que arcam com aumentos substanciais nos insumos agropecuários desde então.

Veja as orientações aos produtores sobre renegociação – parcela 2017 de custeio e investimento.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="481281" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]